Milho realiza lucros e mantém tom negativo ao longo do pregão desta 4ª feira na CBOT

Publicado em 23/11/2016 11:54 65 exibições

Durante o pregão desta quarta-feira (23), os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) mantêm o tom negativo. Com isso, por volta das 12h38 (horário de Brasília), as principais posições do cereal apresentavam quedas entre 3,25 e 3,50 pontos. O vencimento dezembro/16 era cotado a US$ 3,47 por bushel e o março/17 trabalhava a US$ 3,55 por bushel.

"Os futuros dos grãos são mais baixos em toda a linha nesta quarta-feira com um movimento de realização de lucros depois dos ganhos recentes e antes do feriado de Ação de Graças nos EUA, comemorado nesta quinta-feira (24)", disse Bryce Knorr, editor e analista de mercado do portal Farm Futures.

Do lado fundamental, o mercado segue sem novidades, isso porque, apesar da demanda, que fornece algum apoio, a grande oferta americana e os estoques elevados ainda pesam sobre os preços, conforme ponderam os analistas. Os produtores americanos caminham para a finalização da colheita com perspectiva de uma produção de mais de 386 milhões de toneladas.

Além disso, é destaque no noticiário internacional que os produtores americanos adotaram uma postura mais cautelosa diante dos preços em patamares mais baixos.

BM&F Bovespa

Na bolsa brasileira, as cotações operam em campo misto nesta quarta-feira. Por volta das 12h20 (horário de Brasília), o contrato janeiro/17 recuava 0,37%, cotado a R$ 37,75 a saca. Já as posições março e maio/17 apresentavam leves ganhos e eram negociados a R$ 37,79 a saca e R$ 36,55 a saca, respectivamente.

Enquanto isso, o dólar era cotado a R$ 3,407 na venda com valorização de 1,5%, perto das 12h10 (horário de Brasília). Os investidores aguardam a ata do Federal Reserve, banco central americano, segundo dados reportados pelo site G1. A quarta-feira também é marcada pela ausência de interferência do Banco Central do país no dólar.

Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário