Em 1º pregão do ano, milho segue o dólar e encerra o dia com ligeiras valorizações na BM&F Bovespa

Publicado em 02/01/2017 16:39
247 exibições

O primeiro pregão de 2017 foi de ligeira alta aos preços do milho praticados na BM&F Bovespa. Os principais contratos da commodity exibiram leves ganhos entre 0,21% e 0,60% nesta segunda-feira (2). O janeiro/17 era cotado a R$ 38,00 a saca e o setembro/17 a R$ 31,89 a saca. Apenas o março/17 apresentou leve queda, de 0,36% e finalizou a sessão a R$ 35,67 a saca.

Os vencimentos do cereal acompanharam a movimentação registrada no dólar. A moeda norte-americana finalizou a sessão a R$ 3,2818 na venda, com valorização de 0,99%. De acordo com dados da agência Reuters, a sessão foi marcada pelo baixo volume de negócios com os mercados fechados nos Estados Unidos devido ao feriado em comemoração ao Ano Novo. Na Bolsa de Chicago (CBOT), as negociações serão retomadas nesta terça-feira (3).

Mercado interno

A segunda-feira (2) foi de estabilidade aos preços do milho praticados no mercado interno brasileiro. Inclusive, em algumas praças, não houve referência  para as cotações do cereal, de acordo com levantamento realizado pelo economista do Notícias Agrícolas, André Lopes. O cenário é decorrente da ausência dos negócios no mercado internacional.

Ainda no mercado doméstico, os valores dão continuidade ao movimento registrado desde a semana anterior, com ligeiras oscilações. Os analistas ainda ponderam que, essa movimentação é natural dada a essa época do ano. E os negócios deverão ganhar mais força ao longo do mês de janeiro.

Porém, até o momento, o sentimento é que as cotações permaneçam nos atuais patamares praticados. Contudo, a chegada da safra de verão, estimada em mais de 30 milhões de toneladas, é um fator negativo e pode pressionar as cotações do cereal no mercado interno, ainda conforme destacam os especialistas.

Além disso, os participantes do mercado continuam atentos nas exportações brasileiras, que devem se refletir nos estoques finais da temporada. No acumulado do ciclo, os embarques de milho somam 16,39 milhões de toneladas, segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior).

Somente em novembro, foram exportadas 961,4 mil toneladas do grão. O número ficou bem abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior, de 4,75 milhões de toneladas.

Confira como fecharam os preços nesta segunda-feira:

>> MILHO

Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário