Otimismo nas relações EUA-China eleva cotações do milho em Chicago

Publicado em 01/04/2019 17:22 e atualizado em 02/04/2019 09:29
401 exibições

LOGO nalogo

A segunda-feira (01) chega ao final com os preços internacionais do milho futuro registrando valorização na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações apresentaram altas entre 4 e 5,25 pontos.

O vencimento maio/19 foi cotado a US$ 3,61, o julho/19 valeu US$ 3,71 e o setembro/19 foi negociado por US$ 3,79.

Segundo análise de Bryce Knorr da Farm Futures, o milho apresentou ganhos sólidos, após cair torno de 4,5% na última sexta-feira, em um salto técnico para recuperar cerca de um terço dessas perdas impulsionado pelo otimismo nas relações comerciais entre Estados Unidos e China.

Conforme apontado pela Agência Reuters, o fato de a China ter comprado 828.000 toneladas de soja americana sustentou esse otimismo. Foi a segunda venda anunciada desde que os dois países concluíram sua última rodada de negociações na semana passada para encerrar sua guerra comercial.

“Muitas são as esperanças de que estamos chegando perto do fim da linha sobre essa coisa dos EUA-China. Houve uma conversa sobre progresso sendo feito”, Jim Gerlach, presidente da A / C Trading, em Indiana.

Já as ofertas de base de milho nos EUA ficaram praticamente inalteradas na segunda-feira, mas avançaram de 3 a 4 centavos acima em duas localidades do centro-oeste americano.

Mercado Interno

Já no mercado interno, os preços do milho disponível permaneceram sem movimentações em sua maioria. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, as valorizações apareceram somente nas praças de Assis/SP (1,59% e preço de R$ 32,00), Campinas/SP (4,88% e preço de R$ 42,36) e Dourados/MS (6,25% e preço de R$ 34,00).

As quedas foram acompanhadas no Oeste da Bahia (0,69% e preço de R$ 36,00), Pato Branco/PR (1,66% e preço de R$ 29,70), Cascavel (1,75% e preço de R$ 28,00), Ubiratã/PR (1,75% e preço de R$ 28,00, Porto Paranaguá (5,56% e preço de R$ 34,00), Sorriso/MT disponível (6,67% e preço de R$ 21,00), São Gabriel do Oeste/MS (6,90% e preço de R$ 27,00) e Sorriso/MT balcão (10,53% e preço de R$ 17,00).

De acordo com a XP Investimentos, o mercado interno dos grãos está de olho no mercado externo. De maneira geral, a pressão é baixista, influenciada pelas quedas recentes na taxa de câmbio e das referências em Chicago.

A Conab leiloará 50 mil toneladas de grãos dos estoques públicos no dia 5 de abril, a pedido de criadores de suínos, aves e bovinos. Diante do cenário baixista, com bom nível de estoques e boa evolução das lavouras de inverno (Sul e Centro-Oeste), compradores locais voltaram a adotar postura retraída e bid’s menores.

A Agrifatto Consultoria destaca que, no mercado físico, o equilíbrio acontece pela baixa liquidez, já que as pontas do mercado se afastam de novas negociações. O lado vendedor resiste a pressão baixista, enquanto o lado consumidor se mostra com estoques confortáveis, combinado ainda com expectativas positivas para a safrinha, retirando pressão compradora.

Confira como ficaram as cotações nessa segunda-feira:

>> MILHO

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário