Produtores de Dr. Camargo/PR relatam problemas com cigarrinha e fusarium no milho safrinha

Publicado em 15/05/2019 14:29 e atualizado em 16/05/2019 08:41
147 exibições
Estimativa dos agricultores é de perdas de 10% na produção em função da morte de espigas; município já sofria com a falta de chuvas para o desenvolvimento do cereal

LOGO nalogo

Os produtores de Dr. Camargo no Paraná tem mais um motivo para se preocupar nesta safrinha de milho. Após sofrer com a seca na safra de soja, que teve queda de 40% na produtividade, e repetir esse problema de seca no milho que está nas lavouras, agora quem ataca as plantações são a cigarrinha e o fungo fusarium.

Ildefonso Ausec, produtor rural de Dr. Camargo/PR, conta que esse fungo entra pela raiz do milho e acaba apodrecendo e matando as espigas. De acordo com o produtor, algumas áreas do município já apresentam queda de 10% na produção devido a esse ataque e as demais vão ser contabilizadas conforme o andamento da colheita.

O Notícias Agrícolas consultou o analista de milho do Deral (Departamento de Economia Rural) da Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do Paraná, Edmar Gervásio, que minimizou o problema, já que a região de Dr. Camargo representa uma parcela bastante pequena na produção estadual de milho safrinha e costuma sofrer com intempéries que prejudicam a produtividade em diversos anos.

Gervásio ainda pontua que existem meios para o combate desse tipo de pragas e que o aparecimento desses casos é uma situação pontual, que acontece apenas em poucas lavouras, e se deve ao fato de a aplicação de defensivos agrícolas ser realizada de maneira equivocada.

Safrinha de milho em Doutor Camargo/PR | Foto: Ildefonso Ausec

Safrinha de milho em Doutor Camargo/PR | Foto: Ildefonso Ausec

Safrinha de milho em Doutor Camargo/PR | Foto: Ildefonso Ausec

Safrinha de milho em Doutor Camargo/PR | Foto: Ildefonso Ausec

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário