Milho: sexta-feira segue com quedas para as cotações em Chicago

Publicado em 24/01/2020 12:07 e atualizado em 24/01/2020 17:03
212 exibições
Contratos tem vendas técnicas à espera do USDA

LOGO nalogo

Os preços internacionais do milho futuro seguem desvalorizados na Bolsa de Chicago (CBOT) nesta sexta-feira (24). As principais cotações registravam perdas entre 2,75 e 4,00 pontos por volta das 11h47 (horário de Brasília).

O vencimento março/20 era cotado à US$ 3,89 com desvalorização de 4,00 pontos, o maio/20 valia US$ 3,95 com queda de 3,25 pontos, o julho/20 era negociado por US$ 4,00 com baixa de 3,25 pontos e o setembro/20 tinha valor de US$ 3,98 com perda de 2,75 pontos.

Segundo informações da Agência Reuters, o milho segue em queda com vendas técnicas após o contrato de março não corresponder à alta do restante do mês na quinta-feira.

“A pressão também notou o medo de que problemas de qualidade com a safra dos Estados Unidos pudessem conter a demanda de exportação. No entanto, dados robustos de exportação semanal e sinais de novas vendas de exportação nos EUA podem dar suporte”, diz Julie Ingwersen da Reuters Chicago.

B3

A bolsa brasileira também registra quedas para os futuros do milho nesta sexta-feira, com as principais cotações registrando perdas entre 0,02% e 0,72% por volta das 11h45 (horário de Brasília).

O vencimento março/20 era cotado à R$ 52,10 com desvalorização de 0,72%, o maio/20 valia R$ 50,10 com baixa de 0,02%, o julho/20 era negociado por US$ 44,05 com perda de 0,38% e o setembro/20 tinha valor de US$ 42,62 com queda de 0,16%.

De acordo com a Agrifatto Consultoria, essa foi uma semana de recuperação para os contratos futuros do milho, um movimento já esperado após as quedas técnicas que foram registradas na semana anterior.

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário