Milho segue em baixa na Bolsa de Chicago nesta quinta-feira

Publicado em 27/02/2020 11:58
192 exibições
Novos números do USDA podem interferir nas cotações

LOGO nalogo

A Bolsa de Chicago (CBOT) segue operando em baixa para os preços internacionais do milho futuro nesta quinta-feira (27). As principais cotações registravam perdas entre 3,75 e 5,75 pontos por volta das 11h44 (horário de Brasília).

O vencimento março/20 era cotado à US$ 3,64 com desvalorização de 5,75 pontos, o maio/20 valia US$ 3,69 com queda de 5,25 pontos, o julho/20 era negociado por US$ 3,74 com perda de 4,25 pontos e o setembro/20 tinha valor de US$ 3,74 com baixa de 3,75 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming,  os grãos caíram no comércio em meio a preocupações contínuas sobre o coronavírus e o que isso significa para a demanda global por produtos agrícolas.

De acordo com a publicação internacional Farm Futures, uma rodada saudável de dados de vendas de exportação do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nesta quinta-feira poderia ajudar a quebrar o feitiço , mas os comerciantes às vezes ignoraram esses dados no passado se outros assuntos capturaram seu foco.

“Analistas esperam que o USDA mostre vendas de milho variando entre 31,5 milhões e 51,2 milhões de bushels na semana que termina em 20 de fevereiro. Os dados reais precisarão chegar ao limite superior dessas estimativas para superar o total de 49,2 milhões de bushels da semana anterior”, diz o analista Ben Potter da Farm Futures.

B3

A bolsa brasileira opera com a maioria dos contratos em alta nesta quinta-feira, com movimentações entre 0,56% e 1,51% positivo por volta das 11h40 (horário de Brasília).

O contrato março/20 era cotado à R$ 53,09 com alta de 1,51%, o maio/20 valia R$ 48,65 com ganho de 1,35%, o julho/20 era negociado por R$ 44,55 com valorização de 0,56% e o setembro/20 tinha valor de R$ 43,20 com elevação de 0,70%.

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário