Milho abre a quarta-feira subindo na B3 após novas estimativas de perda na safrinha

Publicado em 20/05/2020 09:17 e atualizado em 20/05/2020 11:51 486 exibições
Chicago cai com boa perspectiva de clima

LOGO nalogo

A quarta-feira (20) começa com os preços futuros do milho subindo na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,09% e 0,44% por volta das 09h07 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à R$ 46,80 com alta de 0,09%, o setembro/20 valia R$ 45,65 com ganho de 0,15% e o novembro/20 era negociado por R$ 48,13 com valorização de 0,44%.

As dúvidas sobre o desenvolvimento da segunda safra, após novas revisões para baixo na expectativa de consultorias para a produção de milho seguem influenciando os mercados futuros no Brasil.

A AgRural fez um novo corte em sua estimativa de produção da safrinha caindo para 70,7 milhões de toneladas em todas as regiões brasileiras. A consultoria cita perdas em praticamente todas as áreas produtoras, mas destaca o estado do Paraná com o local em que a quebra será maior.

Mercado Externo

Já a Bolsa de Chicago (CBOT) abriu o dia com leves perdas para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam movimentações negativas entre 0,50 e 1,50 pontos por volta das 08h58 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à US$ 3,19 com desvalorização de 1,50 pontos, o setembro/20 valia US$ 3,24 com queda de 1 ponto, o dezembro/20 era negociado por US$ 3,33 com baixa de 0,50 pontos e o março/21 tinha valor de US$ 3,46 com perda de 0,50 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os futuros do milho declinaram, já que novas chuvas são esperadas em algumas partes do oeste do meio-oeste até o final de semana, o que deve ajudar na produção.

Relembre como fechou o mercado na última terça-feira:

>> Milho se movimenta pouco nesta terça-feira no Brasil com compradores recuando

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário