Milho começa a terça-feira em baixa na B3

Publicado em 26/05/2020 09:11 e atualizado em 26/05/2020 12:14 180 exibições
Chicago retorna do feriado subindo

LOGO nalogo

A terça-feira (26) começa com perdas para os preços futuros do milho na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações negativas entre 0,36% e 1,17% por volta das 09h07 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à R$ 45,60 com desvalorização de 1,17%, o setembro/20 valia R$ 43,76 com queda de 0,88% e o novembro/20 era negociado por R$ 46,95 com baixa de 0,36%.

Na última segunda-feira, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgou, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, seu relatório semanal que aponta as exportações acumuladas de diversos produtos agrícolas até a terceira semana do mês de maio.

Segundo o levantamento, as exportações de milho não moído atingiram a média de 1.512,7 toneladas por dia útil até o final da semana que acabou em 22 de maio. No mesmo período do ano anterior, a média diária foi 43.530,3 toneladas, o que representa uma queda de 96,52%.

Em termos totais, até a terceira semana do mês as exportações foram de 22.691,2 toneladas contra as 957.666,9 toneladas de mesmo período do ano passado. Já em termos financeiros, o Brasil exportou um total de US$ 5.638,9 no período, contra US$ 178.345,7 mil do mesmo mês em 2019.

De acordo com uma nota divulgada pela consultoria INTL FC Stone, devemos ver uma aceleração nas exportações brasileiras de milho a partir do próximo mês (junho), a medida que teremos um avanço maior da colheita da segunda safra do cereal.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) retoma suas atividades após o feriado americano do Memorial Day com leves ganhos para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,50 e 2,00 pontos por volta das 08h40 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à US$ 3,20 com valorização de 2,00 pontos, o setembro/20 valia US$ 3,24 com alta de 1,75 pontos, o dezembro/20 era negociado por US$ 3,34 com elevação de 1,50 pontos e o março/21 tinha valor de US$ 3,46 com ganho de 1,50 pontos.

Segundo informações da Agência Reuters, os futuros de milho abrem o dia subindo em conjunto com os preços do petróleo que também se valorizaram nesta terça-feira, com sinais claros de que os produtores estão cumprindo os compromissos de reduzir a oferta de petróleo, à medida que mais carros voltam à estrada com o bloqueio de Coronavírus diminuindo em todo o mundo.

Relembre como fechou o mercado na última segunda-feira:

>> Milho se movimenta pouco no mercado físico brasileiro nesta segunda-feira

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário