Milho abre a terça-feira caindo na B3 acompanhando o dólar

Publicado em 02/06/2020 09:28 240 exibições

LOGO nalogo

A terça-feira (02) começa com novas quedas para os preços futuros do milho na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações negativas entre 0,48% e 0,78% por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à R$ 44,50 com desvalorização de 0,78%, o setembro/20 valia R$ 43,59 com perda de 0,48% e o novembro/20 era negociado por R$ 46,40 com estabilidade.

As cotações do cereal seguem as movimentações cambiais, já que o dólar iniciou o dia caindo 0,83% e sendo cotado à R$ 5,32 por volta das 09h22 (horário de Brasília).

Mercado Externo

Já a Bolsa de Chicago (CBOT) começa os trabalhos com estabilidade para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam ganhos máximos de 0,25 pontos por volta das 09h11 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à US$ 3,23 com alta de 0,25 pontos, o setembro/20 valia US$ 3,27 com elevação de 0,25 pontos, o dezembro/20 era negociado por US$ 3,36 com ganho de 0,25 pontos e o março/21 tinha valor de US$ 3,47 com valorização de 0,25 pontos.

Os futuros do cereal em Chicago começam o dia estáveis após a divulgação do último boletim semanal de acompanhamento de safras do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

O Departamento apontou que 93% da área de milho já está plantada nos Estados Unidos, contra 95% esperado pelo mercado. Há uma semana eram 88%, em 2019 64% e a média dos últimos cinco anos de 89%. 

Ainda segundo o relatório, são 74% das lavouras de milho em boas ou excelentes condições, contra 70% da semana anterior, 22% em condições regulares, frente aos 25% da semana passada, e 4% em estado ruim ou péssimo, contra 5%. 

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário