1ª semana de junho já exportou 54% mais milho do que todo o mês de maio; comparação com mesmo período de 2019 ainda é 87% menor

Publicado em 08/06/2020 15:24 443 exibições

LOGO nalogo

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgou, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, seu relatório semanal que aponta as exportações acumuladas de diversos produtos agrícolas até o final da primeira semana de junho.

Somente nestes cinco primeiros dias úteis do mês, o Brasil já exportou 38.612,7 toneladas de milho não moído, volume mais de 54% maior do que as 24.933,3 acumuladas durante o mês de maio todo.

Apesar deste aumento em comparação ao último mês, o índice segue bem abaixo do mesmo período do ano passado. A média diária de exportações do cereal na primeira semana de junho foi de 7.722,5 toneladas contra as 62.895,8 de junho de 2019, patamar 87,72% menor.

Em termos financeiros, o Brasil exportou um total de US$ 6.340,8,8 no período, contra US$ 206.638,00 mil de junho do ano passado.

Segundo a analista de mercado da INTL FC Stone, Ana Luiza Lodi, as exportações brasileiras de milho foram fracas até aqui em 2020, mas devem retomar a força neste segundo semestre. A expectativa da consultoria é que o Brasil exporte algo entre 30 e 35 milhões de toneladas e o alto volume já negociado desta safra ajuda nesta previsão.

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário