Milho: Chicago abre a 6ªfeira se movimentando pouco

Publicado em 12/06/2020 09:27 e atualizado em 12/06/2020 11:54 274 exibições
Mercado pesa relação oferta x demanda após boletim do USDA

LOGO nalogo

A Bolsa de Chicago (CBOT) abriu o último dia da semana com resultado em campo misto para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam movimentações entre 0,50 pontos negativos e 0,75 pontos positivos por volta das 09h11 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à US$ 3,30 com alta de 0,75 pontos, o setembro/20 valia US$ 3,35 com estabilidade, o dezembro/20 era negociado por US$ 3,43 com queda de 0,25 pontos e o março/21 teve valor de US$ 3,55 com perda de 0,50 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os grãos foram poucos alterados da noite para o dia já que os investidores estão pesando a ampla oferta global em relação à melhora da demanda semanal.

No relatório de quinta-feira, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) fixou os estoques globais de milho em 337,9 milhões de toneladas no final da campanha 2020/21. “Embora esteja um pouco abaixo da previsão do mês anterior, ainda está acima das 312,9 milhões de toneladas projetadas para o ano anterior”, comenta Tony Dreibus.

A publicação ainda destacou que os estoques domésticos foram vistos em 3,32 bilhões de bushels, um salto em relação aos 2,1 bilhões de bushels do ano anterior.

Relembre como fechou o mercado na última quinta-feira:

>> Preços do milho sobem em Chicago após relatórios do USDA – Por Ericson Cunha

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário