Colheita do milho de inverno avança no Centro-Sul do país e atinge 17,8% da área, aponta DATAGRO

Publicado em 01/07/2020 16:50 137 exibições
Trabalhos no campo ganharam ritmo nos últimos dias com clima predominantemente seco no cinturão produtivo

A colheita da safra de inverno de milho no Centro-Sul do Brasil atingiu 17,8% da área esperada na semana encerrada em 26 de junho, segundo estimativa da Consultoria DATAGRO. Os trabalhos ganharam ritmo nos últimos dias acompanhando clima predominantemente seco na maior parte das regiões produtoras do cereal.

No comparativo com a semana anterior (7,8%), encerrada em 19 de junho, a colheita apresenta um avanço de dez pontos percentuais. Apesar do ritmo expressivo, os trabalhos estão atrás do mesmo período do ano anterior (31,9%), considerado excepcional, mas ainda ficam acima da média de cinco anos apurada pela DATAGRO de 13,8%.

“A diferença para o ano anterior está ligada às diferenças no processo de semeadura, por conta do atraso observado no plantio e na colheita da soja desta última safra de verão”, explica Flávio Roberto de França Junior, coordenador da DATAGRO Grãos, sobre a disparidade no avanço dos trabalhos no comparativo das safras.

Levando em conta os avanços da colheita de milho por estado, Mato Grosso apresenta até o momento o maior ritmo, com 34,2% da área esperada colhida até o dia 26 de junho, sobre média histórica de 20,6% e dos trabalhos finalizados em 40% da área no último ano. Em seguida, aparece o Paraná com colheita em 9% e Goiás com 7,8%.

“A expectativa para essa semana é de avanço regular, considerando que mais lavouras estarão prontas para a colheita. E que o tempo permanecerá favorável para os trabalhos na maior parte do tempo e das regiões. As únicas limitações acontecem pela chamada de algumas chuvas no Paraná e Mato Grosso do Sul”, pontua França.

A produção do milho de inverno no Centro-Sul do Brasil em 2020 foi estimada pela DATAGRO no relatório de junho em 71,57 milhões de t ante 70,90 milhões de t no ano anterior. A área plantada na região é prevista em 12,23 milhões de hectares sobre os 11,36 milhões de hectares de 2019. Com a colheita em andamento, as projeções ainda podem ser atualizadas.

Tags:
Fonte:
Datagro

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário