Milho: Bolsa Brasileira abre a quinta-feira subindo nos primeiros contratos

Publicado em 02/07/2020 09:23 e atualizado em 02/07/2020 11:56 319 exibições
Chicago tem leve alta esperando calor nas lavouras

LOGO nalogo

A quinta-feira (02) começa com a Bolsa Brasileira (B3) positiva para os primeiros preços futuros do milho. As principais cotações registravam flutuações entre 0,55% negativo e 0,51% positivo por volta das 09h21 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à R$ 49,05 com valorização de 0,51%, o setembro/20 valia R$ 46,90 com alta de 0,11%, o novembro/20 era negociado por R$ 49,26 com elevação de 0,02% e o janeiro/21 tinha valor de R$ 50,20 com queda de 0,55%.

Mesmo com o dólar abrindo o dia caindo cerca de 0,25% por volta das 09h15 (horário de Brasília), os contratos do cereal brasileiro mantinham as altas na Bolsa Brasileira.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) abriu a quinta-feira (02) com leves ganhos para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,00 e 1,25 pontos por volta das 09h11 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à US$ 3,49 com valorização de 1,00 ponto, o setembro/20 valia US$ 3,51 com alta de 1,25 pontos, o dezembro/20 era negociado por US$ 3,61 com elevação de 1,00 ponto e o março/21 tinha valor de US$ 3,72 com ganho de 1,00 ponto.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, o milho foi um pouco mais alto no comércio da noite para o dia, enquanto o clima quente continua nas regiões em crescimento dos Estados Unidos.

Os índices de calor em partes do Kansas, Missouri, Oklahoma e Arkansas devem atingir 110 graus Fahrenheit (43°C) hoje, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia.

O Commodity Weather Group, em um relatório, disse que a secura no Meio-Oeste está concentrada no quarto sudoeste do Cinturão do Milho, o que pode aumentar o estresse durante a polinização.

Já Don Keeney, meteorologista da Maxar, disse em um relatório que a secura pode se acumular nas partes central e oriental do Meio-Oeste até a próxima semana, embora as chuvas favoreçam partes do centro-oeste ocidental no fim de semana.

Relembre como fechou o mercado na última quarta-feira:

>> Milho fecha 1º dia do mês subindo no mercado brasileiro

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário