Milho segue em baixa na B3 e em Chicago nesta sexta-feira

Publicado em 10/07/2020 14:05 e atualizado em 10/07/2020 17:09 236 exibições
CBOT perde força após divulgação de números do USDA

LOGO nalogo

Os preços futuros do milho seguem operando em campo misto na Bolsa Brasileira (B3) nesta sexta-feira (10). As principias cotações registravam movimentações entre 0,51% negativo e 0,25% positivo por volta das 13h56 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à R$ 50,98 com queda de 0,43%, o setembro/20 valia R$ 48,45 com desvalorização de 0,51%, o novembro/20 era negociado por R$ 50,05 com perda de 0,22% e o janeiro/21 tinha valor de R$ 51,50 com alta de 0,25%.

Os contratos do cereal seguem acompanhando a volatilidade do dólar neste último dia da semana. Por volta das 14 horas, a moeda americana era cotada à R$ 5,33 com queda de 0,07%.

Mercado Externo

Já os preços internacionais do milho futuro despencaram na Bolsa de Chicago (CBOT) após o anúncio dos números mais recentes do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). As principais cotações registravam movimentações negativas entre 10,25 e 11,00 pontos por volta das 13h50 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à US$ 3,40 com baixa de 10,50 pontos, o setembro/20 valia US$ 3,38 com perda de 10,25 pontos, o dezembro/20 era negociado por US$ 3,46 com desvalorização de 11,00 pontos e o março/21 tinha valor de US$ 3,56 com queda de 10,75 pontos.

O relatório divulgado nesta sexta-feira apontou uma nova redução na safra de milho dos Estados Unidos, que sai de 406,3 milhões de toneladas para 386,1. Ao mesmo tempo, a produtividade foi mantida em 186,72 sacas por hectare e os estoques finais foram reduzidos de 84,41 para 67,26 milhões de toneladas.                

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário