Colheita do milho no Mato Grosso do Sul chega a 2,1% e estimativa de produção é reduzida

Publicado em 15/07/2020 14:03 520 exibições

LOGO nalogo

A Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso do Sul) divulgou seu Boletim Semanal da Casa Rural apontando que 2,1% da segunda safra de milho já foi colhida no estado, no mesmo período do ano passado, a colheita estava em 22,7%, e a média dos últimos 5 anos é de 15,5%.

O boletim relata ainda que comercialização da safra avançou para 47%, após fechar a última semana em 45,90%, índice é seis pontos percentuais maior do que o registrado no mesmo período de 2019. Já o preço da saca do milho valorizou 3,49% entre 02 a 13 de julho de 2020, encerrando o período negociado a R$ 38,81.

“As cotações do milho no mercado interno seguem evoluindo no Brasil pressionadas pela Bolsa de Chicago e pela ainda escassa entrada de novos volumes no mercado interno. O preço médio do mês de julho no comparativo com julho do ano passado, houve avanço nominal de 40,43%, quando o cereal havia sido cotado, em média, a R$ 27,35/sc”, diz o relatório.

Outros dados revisados pela Famasul foram a área cultivada que saiu dos anteriores 1,900 milhão de hectares para 1,895 milhão e a estimativa de produção que caiu das 8,208 milhões de toneladas para a 8,195 milhões de toneladas. A produtividade média esperada segue sendo de 72 sc/há.

“A produtividade foi impactada primeiramente pela implantação de 71% das lavouras até 13 de março, que era a melhor janela para plantio. O fator determinante para que haja essa redução de produtividade é o clima, com estiagens e irregularidades nas chuvas, pois podem prejudicar o desenvolvimento fenológico e reprodutivo da cultura”, aponta a publicação.

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário