Milho abre a sexta-feira com poucas movimentações na B3

Publicado em 17/07/2020 09:18 e atualizado em 17/07/2020 11:49 264 exibições
Chicago sobe na espera de clima quente neste final de semana

LOGO nalogo

A sexta-feira (17) começa com pouca movimentação para os preços futuros do milho na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam flutuações máximas de 0,02% negativo por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à R$ 46,89 com queda de 0,02%, o novembro/20 valia R$ 48,30 com estabilidade e o janeiro/21 era negociado por R$ 50,00 com estabilidade.

O dólar também iniciou a sexta-feira com movimentações restritas. Por volta das 09h16 (horário de Brasília), a moeda americana caia 0,23% e era cotada à R$ 5,31.

Mercado Externo

Os preços internacionais do milho futuro abriram o último dia da semana subindo na Bolsa de Chicago (CBPOT). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 2,00 e 3,25 pontos por voltas 09h02 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à US$ 3,33 com valorização de 3,25 pontos, o dezembro/20 valia US$ 3,40 com alta de 2,75 pontos, o março/21 era negociado por US$ 3,50 com ganho de 2,50 pontos e o maio/21 tinha valor de US$ 3,56 com elevação de 2,00 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, o milho foi mais alto nas negociações da noite para o dia, já que o clima extremamente quente é esperado em grande parte do Meio-Oeste neste fim de semana.

Os valores do índice de calor em boa parte do Cinturão do Milho estão atrelados a 100 e 110 graus Fahrenheit (37,7 a 43,3 graus Celcius) amanhã, segundo os meteorologistas. Inclusive, foram emitidos alertas de calor para a maioria dos estados em crescimento. Com o sul de Minnesota, sul de Wisconsin e alguns condados do norte de Iowa.

“Condições perigosamente quentes com índices de calor de até 106 graus (41,1°C) são possíveis. O calor e a umidade extremos aumentarão significativamente o potencial de doenças relacionadas ao calor, principalmente para quem trabalha ou participa de atividades ao ar livre”, disse o Serviço Nacional de Meteorologia em um relatório nesta manhã.

O Monitor de Secas dos Estados Unidos divulgado ontem mostrou que alguns condados do centro-oeste de Iowa estão agora em uma seca severa, o que indica a provável perda de safras. Uma área mais ampla do oeste de Iowa está em uma seca moderada, sob a qual pode haver algum dano às lavouras, disse o monitor.

Relembre como fechou o mercado na última quinta-feira:

>> Preço do milho segue sustentado no Brasil com estoques ainda baixos

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário