Semana começa com milho subindo na B3 e em Chicago

Publicado em 03/08/2020 09:20 e atualizado em 03/08/2020 11:54 441 exibições
Dólar e falta de chuvas são os sustentadores de preços

LOGO nalogo

A segunda-feira começa com os preços futuros do milho subindo na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,04% e 2,02% por volta das 09h13 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à R$ 51,00 com alta de 0,04%, o novembro/20 valia R$ 52,15 com ganho de 0,38%, o janeiro/21 era negociado por R$ 52,56 com valorização de 2,02% e o março/21 tinha valor de R$ 52,45 com elevação de 1,20%.

Mais uma vez, os contratos do cereal brasileiro sofriam impacto das flutuações cambiais. Por volta das 09h15 (horário de Brasília), o dólar era cotado à R$ 5,23 com alta de 0,26%.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) também abriu a semana com ganhos para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,75 e 1,00 ponto por volta das 09h02 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à US$ 3,17 com elevação de 1,00 pontos, o dezembro/20 valia US$ 3,27 com alta de 0,75 pontos, o março/21 era negociado por US$ 3,39 com valorização de 1,00 ponto e o maio/21 tinha valor de US$ 3,47 com ganho de 1,00 ponto.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os contratos futuros do milho foram ligeiramente mais altos nas negociações do dia para a noite com previsões de pouca chuva em partes do Meio-Oeste dos Estados Unidos.

“Nenhuma precipitação é esperada em Iowa e na maior parte do norte de Illinois hoje e amanhã, mostram os mapas meteorológicos, o que poderia agravar a seca que se formou na área”, afirma o analista Tony Dreibus.

Quase toda a metade oriental de Iowa estava em algum tipo de seca, com muitos municípios na parte centro-oeste do estado sob uma seca "severa", de acordo com o U.S. Drought Monitor. Vários outros municípios estão sob uma seca moderada.

Cerca de 72% das culturas de milho dos EUA foram classificadas como boas ou excelentes no início da semana passada, de acordo com o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). A agência divulgará hoje o seu novo relatório semanal de progresso da safra.

Relembre como fechou o mercado na última sexta-feira:

>> Milho segue se valorizando no Brasil; contrato setembro na B3 subiu 10% no mês

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário