Milho: B3 se movimenta pouco, mas ainda sobe

Publicado em 12/08/2020 11:52 e atualizado em 12/08/2020 16:46 209 exibições
Chicago tem leves quedas esperando o USDA

LOGO nalogo

Os preços futuros do milho registram movimentações restritas nesta quarta-feira (12) na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam flutuações entre 0,16% negativo e 0,23% positivo por volta das 11h35 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à R$ 55,43 com alta de 0,11%, o novembro/20 valia R$ 55,49 com ganho de 0,16%, o janeiro/21 era negociado por R$ 56,00 com valorização de 0,23% e o março/21 tinha valor de R$ 55,20 com queda de 0,16%.

A moeda americana segue em alta, sendo cotada à R$ 5,47 com elevação de 1,67% por volta das 11h49 (horário de Brasília).

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) segue com poucas movimentações para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam movimentações entre 0,50 e 1,75 pontos por volta das 11h20 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à US$ 3,10 com queda de 0,75 pontos, o dezembro/20 valia US$ 3,22 com perda de 0,75 pontos, o março/21 era negociado por US$ 3,34 com baixa de 1,25 pontos e o maio/21 tinha valor de US$ 3,41 com desvalorização de 1,50 pontos.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os preços futuros do milho foram negociados marginalmente mais baixos em antecipação às estimativas de alto rendimento nos relatórios WASDE de hoje.

“Todo mundo sabe que vai mostrar grandes estoques, mas ninguém quer ser pego no lado errado dos números, então a atividade é silenciada”, disse um trader de Melbourne, Austrália, à Reuters durante a noite.

“Grandes rendimentos são esperados do USDA hoje. Isso provavelmente terá um impacto de baixa sobre os preços futuros. A produtividade do milho está projetada em um nível recorde e a produção total da safra 2020 sendo, no mínimo, a segunda maior da história”, destaca a analista Jacqueline Holland.

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário