Estoques de milho da Argentina serão menores ao final da safra, mas área para 20/21 deve se manter em 9,5 milhões de hectares

Publicado em 21/08/2020 11:24 94 exibições

LOGO nalogo

O Ministério de Agricultura, Pecuária e Pesca da Argentina divulgou seu informe semanal de estimativas agrícolas revisando atualizando seus dados para a safra de milho 2019/20. Segundo a publicação, 99% das lavouras do país já foram colhidas.

“Todos os lotes que ainda restam para serem colhidos estão em fase de maturação, aguardando a perda de umidade dos grãos para continuar a colheita”.

Na última semana este índice já era de 99% e, na safra passada 2018/19 ficava em 97% nesta mesma época do ano. Entre as regiões mais atrasadas nos trabalhos estão Santa Rosa (80%), Tandil (82%) e Pigué (95%).

O Ministério estima a atual safra 19/20 em 58,5 milhões de toneladas para os 9,5 milhões de hectares cultivados em todo o país. Já para a próxima temporada 2020/21, a projeção é de repetir o mesmo tamanho de áreas semeadas, com primeiros reportes de plantio no norte de Santa Fé e sul de Entre Rios.

Por fim, o relatório aponta ainda números de oferta, demanda e estoque de milho argentino. Após terminar o ciclo 18/19 com um estoque de 4,75 milhões de toneladas, os argentinos produziram 58,5 milhões de toneladas, exportaram 38,5 milhões, destinaram 17,25 milhões para consumo animal e outros 3,89 milhões para a industria, ficando assim com um estoque projetado de 3,61 milhões de toneladas.

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário