Milho: semana começa positiva na B3

Publicado em 31/08/2020 09:25 e atualizado em 31/08/2020 11:55 513 exibições
Chicago também sobe esperando números do USDA

LOGO nalogo

Os preços futuros do milho começam a semana subindo na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas de até 1,37% por volta das 09h07 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à R$ 60,30 com alta 1,40%, o novembro/20 valia R$ 59,95 com valorização de 1,40%, o janeiro/21 era negociado por R$ 60,00 com ganho de 1,35% e o março/21 tinha valor de R$ 58,30 com elevação de 0,69%.

Por volta das 09h24 (horário de Brasília), o dólar era cotado à R$ 5,42 com alta de 0,74% ante ao real.

Mercado Externo

A segunda-feira (31) também começa positiva para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam movimentações altistas entre 3,00 e 7,00 pontos por volta das 09h08 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/20 era cotado à US$ 3,53 com valorização de 7,00 pontos, o dezembro/20 valia US$ 3,63 com ganho de 4,50 pontos, o março/21 era negociado por US$ 3,72 com elevação de 3,25 pontos e o maio/21 tinha valor de US$ 3,78 com alta de 3,00 pontos.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os futuros de grãos subiram no comércio da madrugada devido às preocupações com a falta de chuva em grande parte do cinturão do milho.

Pouca ou nenhuma chuva caiu em grande parte de Nebraska, Iowa, norte do Missouri e em quase todo Illinois nas últimas duas semanas, de acordo com a página de precipitação do Serviço Meteorológico Nacional. Em Iowa, cerca de 61% está sofrendo de algum tipo de condição de seca, de acordo com o Monitor de Secas dos EUA.

“Cerca de 6,5% do estado está passando por uma “seca extrema”, o que indica perdas iminentes de safra, pastagens secas e aumento de infestações de pragas e doenças das lavouras”, disse o monitor.

Na última segunda-feira (24), cerca de 64% do milho americano obteve as melhores classificações, abaixo dos 69% apenas sete dias antes. Cinco por cento da colheita estava madura e 44% amassada. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) vai atualizar seus números no final da tarde de hoje.

Relembre como fechou o mercado na última sexta-feira:

>> Preço do milho fecha a semana mantendo caminho de altas no mercado físico

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário