Milho: Semana começa com futuros levemente mais altos na B3

Publicado em 05/10/2020 09:23 e atualizado em 05/10/2020 11:55 312 exibições
Chicago aguarda atualização de colheita do USDA

LOGO nalogo

A segunda-feira (05) começa com os preços futuros do milho registrando leves altas na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações contabilizavam movimentações positivas entre 0,45% e 0,78% por volta das 09h21 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/20 era cotado à R$ 67,39 com valorização de 0,78%, o janeiro/21 valia R$ 67,35 com ganho de 0,52%, o março/21 era negociado por R$ 67,40 e o maio/21 tinha valor de R$ 63,80 com estabilidade.

Mercado Externo

Os preços internacionais do milho futuro começaram o dia com movimentações restritas na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam movimentações máximas 0,50 pontos negativos por volta das 09h07 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/20 era cotado à US$ 3,80 com alta de 0,25 pontos, o março/21 valia US$ 3,89 com estabilidade, o maio/21 era negociado por US$ 3,94 com queda de 0,25 pontos e o julho/21 tinha valor de US$ 3,98 com perda de 0,50 pontos.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os futuros do milho foram misturados esta manhã, com a pressão da colheita e a alta dos preços do petróleo lutando para se compensar.

“O relatório de progresso da safra de hoje mostrará o progresso atualizado da colheita de milho nos EUA. O clima da semana passada apresentou chuvas pontuais em todo o Cinturão do Milho Oriental no início da semana, mas principalmente céu limpo no meio-oeste durante o fim de semana. O progresso da colheita deve continuar em um ritmo rápido no relatório de hoje”, aponta o analista Ben Potter.

O relatório de progresso da safra da semana passada encontrou 15% da safra colhida em 27 de setembro, um número que caiu 1% abaixo da média de cinco anos, apesar de ter aumentado 7% na semana anterior. Além disso, cerca de 75% do milho americano estava maduro no último domingo, 10% da média de cinco anos.

“O tempo seco da semana passada ajudará os níveis de umidade a cair e o progresso da colheita à medida que os agricultores abrem mais campos de milho”, comenta Potter.

Relembre como fechou o mercado na última sexta-feira:

>> Preço do milho encerra a semana em alta com oferta limitada e dólar elevado

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário