HOME VÍDEOS NOTÍCIAS METEOROLOGIA FOTOS

Custo de produção do milho para safra 21/22 registrou elevação no Mato Grosso, aponta Imea

Publicado em 25/05/2021 11:13 250 exibições

LOGO nalogo

O Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária) divulgou relatório apontando que o custo de produção do milho de alta tecnologia da safra 2021/22 subiu 1,39% no estado em abril ante ao registrado em março. Entre os insumos que contribuíram para esta elevação estão macronutrientes, micronutrientes, defensivos e sementes, que apresentaram alta de 2,40%, 0,73%, 0,63%, 0,55%, respectivamente.

“Apesar desta alta nos principais indicadores, a demanda interna segue aquecida uma vez que a comercialização dos insumos continua acelerada no estado. Além disso, com a contínua valorização da saca de soja em MT, o arrendamento do milho apresentou um incremento de 7,05% ante o mês anterior. Assim, apesar dos altos patamares de custos, a relação de troca, principalmente com os fertilizantes, segue favorável se comparado as safras anteriores, ficou estimado em 23,66 sc/há”, aponta o Imea.

O relatório também destaca que trabalhos pontuais de colheita já acontecem no estado e devem ganhar força na segunda quinzena de junho. De acordo com o levantamento do Instituto, 80% das lavouras mato-grossenses estão entre as fases florescimento e enchimento de grão e 20% ainda não atingiram estes estádios.

“A semeadura da safra 20/21 do milho foi marcada pelo maior atraso registrado na série histórica do Imea. Esse atraso, fez com que alguns estádios fenológicos, importantes para definição produtiva do cereal fossem “empurrados” para semanas em que a chuva no estado, historicamente, apresenta menores volumes”, diz a publicação.

Confira o relatório completo no site do Imea.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário