Brasil ganha US$ 3,6 bi com uso de transgênicos

Publicado em 06/04/2010 13:55 591 exibições
A adoção de sementes geneticamente modificadas no Brasil proporcionou um ganho acumulado de US$ 3,6 bilhões entre as safras 1996/97 e 2008/09, mostra estudo divulgado nesta terça-feira (6) pela Consultoria Céleres. O levantamento foi realizado para a Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem).

De acordo com o estudo, o valor compreende os ganhos de produtividade nas lavouras e, principalmente, a redução de custo nas aplicações de agrotóxicos. A cultura da soja, que dispõe de sementes transgênicas há cerca de 13 anos no Brasil, responde por 78% desse montante. O milho, que teve suas primeiras variedades transgênicas liberadas apenas na safra 2007/08, já responde por 18% do total.

Conforme a pesquisa, nos próximos 10 anos a maior adoção de plantas geneticamente modificadas pelos produtores em culturas como soja, milho e algodão pode gerar ganhos econômicos de até US$ 48 bilhões, entre aumento de produtividade e redução de custo de produção.
Fonte:
Agência Estado

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário