Grãos voltam a focar clima adverso e atraso no plantio dos EUA e avançam

Publicado em 07/05/2013 12:07 e atualizado em 07/05/2013 14:56 1676 exibições
Os contratos futuros da soja voltaram a subir expressivamente na sessão desta terça-feira (7) na Bolsa de Chicago e, por volta das 14h40 (horário de Brasília), os preços das posições mais neogicadas subiam entre 8 e 16,50 pontos. O julho/13 já era cotado a US$ 13,80, com alta de 10,75 pontos. Depois de operarem em queda e exibirem uma ligeira falta de direção, o milho e o trigo também voltaram a subir. O mercado tenta se recuperar depois das expressivas baixas registradas no pregão de ontem, quando o mercado refletiu uma previsão de melhora para o clima dos Estados Unidos.

O comportamento climático - e o impacto que vem exercendo no plantio da nova safra - nos Estados Unidos é o principal fator que vem sendo observado pelos participantes do mercado. Nesta segunda-feira (6), o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) atualizou seu boletim de acompanhamento de safra indicando um atraso ainda preocupante na implantação das lavouras na temporada 2013. 

Por outro lado, novas previsões indicam uma melhora para o clima no país, com um tempo menos chuvoso, que deve favorecer uma evolução mais expressiva do plantio da safra 2013. Isso é o que limita o potencial de alta dos grãos na CBOT em função do tempo ainda desfavorável nos EUA e do plantio ainda muito atrasado em relação ao ano passado e também em relação à média dos últimos anos. 

O país tem enfrentado temperaturas muito baixas, chuvas em excesso, alagamentos e até mesmo a incidência de neve em algumas regiões importantes de produção. 
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário