Terra barata leva soja ao extremo Norte

Publicado em 17/09/2014 07:59 846 exibições
Áreas legalizadas abrem caminho para investidores, duas décadas após onda que levou agricultores do Sul para o Nordeste

A regularização ambiental e fundiária e a viabilidade do cultivo da soja no Norte do Brasil transformam a região em terra de oportunidades. Com a lucratividade da commodity e a promessa de investimentos em portos, rodovias e hidrovias, os preços do hectare agrícola em estados como Roraima, Pará e Amapá dispararam e acumulam alta de três dígitos nos últimos cinco anos. Apesar do aumento, os valores das fazendas com potencial para a atividade ainda são baixos se comparados aos registrados no Sul, onde estão as terras mais caras do país.

Atualmente, com o valor desembolsado para a compra de um hectare em Cascavel (Oeste do Paraná) é possível arrematar 21 hectares no Amapá, 17 hectares em Roraima ou seis hectares no Pará, conforme levantamento feito a pedido do Agronegócio Gazeta do Povo (AgroGP) pela Informa Economics FNP, consultoria que acompanha o mercado de imóveis rurais.

Leia a notícia na íntegra no site da Gazeta do Povo.

Tags:
Fonte:
Gazeta do Povo

0 comentário