Soja: Mercado perde força em Chicago e atua com estabilidade; portos testam altas nesta 2ª

Publicado em 08/08/2016 13:50
616 exibições

Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago acompanham a volatilidade das últimas sessões de alta e voltam a perder força na tarde desta segunda-feira (8). A oleaginosa iniciou o dia com ganhos de mais de 10 pontos entre os principais vencimentos, porém, por volta das 13h20 (horário de Brasília), atuava em campo misto, com oscilações de menos de 3 pontos entre os principais contratos. O novembro/16, que é referência para a nova safra americana, vinha sendo negociado a US$ 9,72 por bushel. 

A semana, segundo sinalizam analistas, deverá ser de especulações ainda sobre as condições de clima no Meio-Oeste americano para a conclusão da safra 2016/17, bem como sobre a demanda - que contou com boas novidades, novamente, nesta segunda - e, sobretudo, sobre o novo boletim mensal de oferta e demanda que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz nesta sexta-feira, 12 de agosto. 

Nesse quadro e com o dólar ensaiando algum movimento positivo neste início de semana, os preços da soja nos portos do Brasil também começaram seus negócios testando referências mais altas do que as do fechamento da última sexta (5). No terminal de Paranaguá, o produto disponível tinha R$ 83,00 por saca, subindo 1,84%, e R$ 80,00 no mercado futuro, com ganho de 3,90%. Já em Rio Grande, ganho de 5,16% no disponível, para R$ 81,50, e de 4,58% para R$ 80,00 no futuro.  

Bolsa de Chicago

Segundo analistas ouvidos pela agência, a onda de compras que foi recebida pelo mercado na última semana foi importante para trazer um suporte aos preços. 

"Os estoques muito apertados da América do Sul permitiram um aumento da demanda pela soja dos EUA, o que está, agora, ajudando a amenizar os impactos de uma grande safra norte-americana esperada para este ano", diz o diretor de estratégia agrícola do Commmonwealth Bank of Australia, Tobin Gorey. 

E nesta segunda-feira, o USDA trouxe um novo anúncio de vendas de mais 246 mil toneladas de soja para a China. O volume todo é correspondente ao ano comercial 2016/17. 

Além disso, o departamento atualizou ainda seus números dos embarques semanais norte-americanos, os quais ficaram dentro do intervalo projetado pelos traders. 

Na semana encerrada em 4 de agosto, os embarques norte-americanos de soja somaram 972,001 mil toneladas. O número é consideravelmente maior do que o registrado na semana passada, quando foram embarcadas 672,280 mil toneladas, e fica em linha com as projeções do mercado, que variavam de 790 mil a 980 mil toneladas. No acumulado da temporada, os EUA já embarcaram 47.611,583 milhões de toneladas, ainda ligeiramente abaixo do mesmo período da safra 2014/15, com volume de 49.020,970 milhões.

Tags:
Por Carla Mendes
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário