Desafio de produzir mais soja sem ampliar o espaço une entidades

Publicado em 19/09/2016 15:45
84 exibições

Com o objetivo de expandir a produção da soja brasileira, sem ampliar o espaço dedicado à cultura, o Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) e a empresa de tecnologia agrícola, PlantDefender se uniram. A nova patrocinadora do CESB tem como finalidade gerar e transferir tecnologias, que promovem o melhor desempenho e equilíbrio nutricional para a agricultura, e agora com a nova parceria, enxerga oportunidades eficientes e sustentáveis.

“O CESB desenvolve projetos sempre pautados por indicadores e resultados, o que confere ao Comitê reconhecimento de sua seriedade e importância”, pontua Rafael Vieira Victoriano, do marketing da PlantDefender. “Nesse sentido, agora passamos a contribuir para o objetivo comum, de produzir mais em menor espaço, atuando na melhor nutrição de nossas culturas e, assim, auxiliando o produtor de soja a medir e gerenciar a evolução de indicadores essenciais como produtividade, padronização de sementes e rentabilidade”, completa.

Sobre as tecnologias disponíveis atualmente para estimular a produtividade da soja, Victoriano defende maior disseminação das informações disponíveis. “Não há limites globais para a geração e disseminação do conhecimento. Essa espécie de “coworking global” faz com que produtos e soluções de qualidade cheguem mais rapidamente ao produtor, seja esse produto nacional ou importado”, ressalta o representante da PlantDefender, que defende a geração e compartilhamento de resultados expressivos em diversas frentes, como formação do perfil do solo, enraizamento, manutenção do teor de proteínas e vigor de sementes e produtividade.

Segundo o diretor executivo do CESB, Luiz Antônio da Silva, a união entre o Comitê e a PlantDefender, renderá projetos inovadores. “A credibilidade dos nosso projetos, munidos de tecnologias de ponta do novo parceiro, pode, com certeza, abrir novas possibilidades para a produtividade da soja. Por meio de experimentos e monitoramento de lavouras, temos a certeza de resultados surpreendentes na próxima safra”, finaliza.

Tags:
Fonte: CESB

Nenhum comentário