Soja reage ao plantio nos EUA e recua na CBOT nesta 3ª, mas espera novo USDA

Publicado em 11/06/2019 08:15
1773 exibições

LOGO nalogo

O mercado da soja recua nesta manhã de terça-feira (11) após os últimos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) sobre o progresso do plantio da soja no país. Os números ficaram ligeiramente acima do esperado e promoveram uma pressão sobre as cotações. 

Assim, por volta de 7h50 (horário de Brasília), as cotações perdiam entre 5 e 5,25 pontos nos principais contratos, com o julho valendo US$ 8,53 e o agosto, US$ 8,60 por bushel. 

O plantio na semana evoluiu de 39% para 60%, enquanto o mercado esperava algo entre 55% e 57%. Sobre a germinação, o USDA informa que são 34% das lavouras, contra 81% da safra anterior neste mesmo período, e 73% da média dos últimos cinco anos.

"Enquanto o plantio progride, os traders irão se focar nos padrões climáticos e no desenvolvimento das lavouras nos campos americanos", diz a consultoria internacional Allendale, Inc.

Os preços cedem diante do relatório desta segunda-feira (10), porém, já se posiciona também à espera do que chega hoje, com a atualização das estimativas mensais de oferta e demanda. Algumas consultorias já projetam uma redução na área, na produtividade e produção de soja e milho dos EUA diante de todos os problemas causados pelo clima nesta temporada. 

O novo boletim mensal do USDA chega às 13h de Brasília nesta terça-feira. 

Veja como fechou o mercado nesta segunda:

>> Soja passa para o campo positivo e fecha com leves altas em Chicago nesta 2ª feira

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário