Soja: Chicago começa agosto estável, mas ansioso sobre área nos EUA

Publicado em 01/08/2019 07:36 e atualizado em 01/08/2019 08:11 2139 exibições

LOGO nalogo

Manhã de estabilidade para os preços da soja na Bolsa de Chicago nesta quinta-feira, 1º de agosto. As cotações trabalham com movimentações mais limitadas e leves baixas nesta sessão depois das perdas intensas de mais de 14 pontos no fechamento de ontem. Por volta de 7h40 (horário de Brasília), os futuros da soja tinham recuos de 0,25 a 1 ponto nos principais contratos, com o agosto sendo cotado a US$ 8,63 e o novembro, US$ 8,81 por bushel. 

O mercado segue dividindo suas atenções entre a política e a nova safra norte-americana, em especial as condições de clima para este mês, que é determinante para a cultura da soja nos EUA. Mais do que isso, os traders seguem muito ansiosos à espera do novo boletim que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz no dia 12 de agosto. 

"As questões de área serão, enfim, respondidas este mês?", questionam os especialistas da consultoria internacional Allendale, Inc. O mercado está ansioso em saber quanto da área norte-americana de soja e milho foi destinada ao programa do Prevent Plant, quanto foi 'abandonado' pelos produtores e o que foi efetivamente plantado. Dados como estes são conhecidos bem mais cedo, porém, os problemas sérios enfrentados durante o plantio impediram até mesmo a coleta dessas informações em importantes regiões produtoras do cinturão. 

As estimativas de produção e produtividade, consequentemente, também ficam mais incertas e gerando especulações cada vez mais intensas no mercado futuro norte-americano. "O mercado está sem direção diante de previsões que mostram condições melhores de clima para o desenvolvimento da safra contra essas projeções de uma área não plantada nos EUA", completa a Allendale. 

Atenção ainda aos dados de vendas semanais para exportação que serão reportados pelo USDA nesta quinta-feira. O mercado espera algo entre 100 mil e 700 mil toneladas. 

Veja como fechou o mercado nesta quarta-feira:

>> Com nova rodada de baixas intensas em Chicago, soja perde até 2,8% no Brasil

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário