Soja opera estável nesta 3ª em Chicago com traders cautelosos à espera de novidades

Publicado em 15/10/2019 07:52
928 exibições

LOGO nalogo

Novo dia de estabilidade para as cotações da soja na Bolsa de Chicago. Os futuros da oleaginosa, por volta de 7h25 (horário de Brasília), subiam entre 0,25 e 0,50 ponto, com o mercado aparentando bastante tranquilidade e cautela. 

"O mercado continua relutando em reagir com mais força, entendendo que o acordo parcial (firmado entre China e EUA na última sexta-feira e ainda sem muitos detalhes) é muito fragil", diz Steve Cachia, consultor da Cerealpar e AgroCulte. 

Assim, o novembro/19 tinha US$ 9,40 e o maio/20, US$ 9,72 por bushel. 

Ainda assim, segundo analistas e consultores, o viés dos preços na CBOT segue positivo, com clima muito ruim para a conclusão da nova safra americana e uma perspectiva melhor da demanda chinesa no mercado dos EUA, embora o acordo ainda não tenha ainda sido efetivado. 

O atraso na safra do Brasil, com a falta de chuvas preocupando os produtores, também começa a ganhar mais espaço entre os traders. 

Nesta terça-feira, o mercado recebe também o boletim semanal de embarques de grãos do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) e o de acompanhamento de safras. As expectativas são de que a área de soja já colhida venha em 25%, contra 5% da semana anterior, 38% de 2018 e 36% da média dos últimos cinco anos. 

Ainda hoje, chega também o boletim mensal de esmagamento de soja nos EUA pela NOPA (Associação Nacional dos Processadores de Oleaginosas dos EUA). O mercado espera um aumento do processamento em relação ao mês anterior. 

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

>> Oferta x Demanda: Soja fecha com leves altas em Chicago nesta 2ª e mercado espera definições

Tags:
Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário