Soja: Safras & Mercado indica exportação de 85,5 mi de t em 2022

Publicado em 26/01/2022 13:54 390 exibições

As exportações de soja do Brasil deverão totalizar 85,5 milhões de toneladas em 2022, abaixo dos 86,1 milhões projetados para 2021. A previsão faz parte do quadro de oferta e demanda brasileiro, divulgado por SAFRAS & Mercado, e indica um recuo de 1% entre uma temporada e outra.

Mas o corte mais consistente foi feito sobre a expectativa anterior, que era de 90 milhões de toneladas. A redução é consequência da revisão na estimativa de safra, prejudicada pela prolongada estiagem na Região Sul do país.

SAFRAS indica esmagamento de 47,5 milhões de toneladas em 2022 e de 46,5 milhões de toneladas em 2021. O aumento está projetado em 2%. SAFRAS indica importações de 1 milhão de toneladas em 2022, com aumento de 16%.

Em relação à temporada 2022, a oferta total de soja deverá reduzir 2%, passando para 139,13 milhões de toneladas. A demanda total está projetada por SAFRAS em 136,6 milhões de toneladas, repetindo o ano anterior. Desta forma, os estoques finais deverão cair 56%, passando de 5,8 milhões para 2,53 milhões de toneladas.

Subprodutos

SAFRAS trabalha com uma produção de farelo de soja de 36,55 milhões de toneladas, com elevação de 3%. As exportações deverão subir 6% para 18,2 milhões de toneladas, enquanto o consumo interno está projetado em 18,3 milhões, crescendo 2%. Os estoques deverão subir 3% para 1,96 milhão de toneladas.

A produção de óleo de soja deverá aumentar 3% para 9,65 milhões de toneladas. O Brasil deverá exportar 1,7 milhão de toneladas, com ganho de 3% sobre o ano anterior. O consumo interno deve cair 2% para 8 milhões de toneladas. O uso para biodiesel deve baixar 2% para 4,1 milhões de toneladas. A previsão é de estoques subindo 29% para 223 mil toneladas.

Tags:
Fonte:
Safras & Mercado

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário