HOME VÍDEOS NOTÍCIAS METEOROLOGIA FOTOS

Colheita da soja chega a 14% no Rio Grande do Sul

Publicado em 25/03/2022 08:42 e atualizado em 25/03/2022 09:29

A colheita da soja avançou para 14% dos cultivos e outros 34% estão em maturação, 44% em enchimento de grãos, 7% em floração e resta apenas 1% ainda em germinação e desenvolvimento vegetativo. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e divulgado nesta quinta-feira (24/03), pelas gerências de Planejamento e Comunicação da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), a estimativa de produtividade é 1.460 kg/ha, representando decréscimo de 55% da expectativa inicial de produção em uma média estadual. Nas regiões Oeste e Norte do Estado, onde a produtividade permanece muito baixa, houve crescimento das solicitações de cobertura de seguros privados e Proagro.

Milho - A colheita do milho evoluiu pouco no período, avançando de 68% para 72% das lavouras, outros 16% estão em fase de maturação, 7% em enchimento de grãos, 3% em floração e 2% ainda em germinação e desenvolvimento vegetativo.  O lento avanço é explicado por dois fatores. O primeiro é que a colheita foi praticamente finalizada em lavouras implantadas no início do período recomendado e as lavouras implantadas após o retorno das chuvas estão em fases anteriores a maturação. O segundo fator é a preferência de realizar a operação em culturas de soja ou arroz, com lavouras de milho maduras, esperando, a campo, a retomada da operação. A produtividade média estimada se aproxima de 3.500 kg/ha, representando quebra de aproximadamente 55% da expectativa inicial de produção.

Milho silagem - A colheita do milho silagem evoluiu para 67% da área cultivada no Estado. A produtividade alcançada é 53% inferior à estimada inicialmente, rendendo cerca de 20 t/ha de massa verde ensilada. O cultivo do milho com essa finalidade apresentou dois comportamentos distintos. As lavouras implantadas no início do período recomendado foram muito afetadas pela estiagem, e houve perdas expressivas na quantidade e na qualidade do material ensilado. As lavouras implantadas a partir do final do mês de dezembro estão em estágios nos quais o retorno das precipitações, permite o pleno desenvolvimento, floração e enchimento de grãos, mantendo o potencial produtivo.

Arroz - A colheita do arroz alcançou 36% dos cultivos, outros 47% estão em maturação, 16% em enchimento de grãos e somente 1% ainda está em fase de floração. A produtividade estimada é de 7.800 kg/ha, com pequena redução da inicial, decorrente das condições de estiagem e do calor excessivo durante o ciclo da cultura.  A operação deverá ser acelerada, ainda mais, nos próximos períodos, pois aproxima-se rapidamente do fim do ciclo do cereal, com 47% das lavouras em maturação.

Feijão - Estima-se que 85% da primeira safra de feijão tenha sido colhida. A produtividade estimada atualmente é cerca de 1.100 kg/ha, representando redução de 34% na produção planejada.  Já a segunda safra da cultura está com 41% em fase de desenvolvimento vegetativo; 42%, em floração; 14%, em enchimento de grãos; 2%, em maturação; e 1%, colhido. A estimativa de produtividade é cerca de 1.500 kg/ha.

Olerícolas - Na regional da Emater/RS-Ascar de Ijuí, a semana foi de sol, boa umidade e clima favorável, permitindo bom desenvolvimento das olerícolas, principalmente as folhosas. Produtores dão prioridade a retomada da implantação das culturas, com o transplantio de novas mudas e a semeadura de culturas para atender a demanda local. Aumentou a incidência da traça-das-crucíferas na couve e no repolho. Produtores familiares organizam os cultivos para atender as chamadas públicas da alimentação escolar. Houve melhora na oferta de produtos nas feiras, mas ainda não a recuperação do volume ideal e do número de feirantes anterior ao período da estiagem.

Frutícolas - Na regional de Ijuí, foi finalizado o período de reserva e/ou aquisição de mudas de morango importadas da patagônia argentina ou chilena. Cultivos de segundo ano apresentam bom desenvolvimento de folhas após o manejo da poda. Laranjas de ciclo médio e tardio têm melhora no desenvolvimento dos frutos.

Previsão do tempo

Nos próximos sete dias ocorrerão precipitações expressivas de chuva no RS. Na quinta-feira (24), a propagação de uma frente fria manterá a nebulosidade e a chuva na maioria das regiões, principalmente na Metade Norte, com possibilidade de temporais isolados nos setores Norte e Noroeste. Na sexta (25) e sábado (26), a presença de um ciclone extratropical manterá a grande variação de nuvens e rajadas de vento, com possibilidade de chuvas isoladas, especialmente na Zona Sul e na faixa Leste. No domingo (27), o ingresso de uma massa de ar seco e frio afastará a nebulosidade e provocará ligeiro declínio da temperatura. Na segunda-feira (28), o ingresso de ar quente e úmido vai provocar a elevação das temperaturas e maior variação de nuvens. Entre a terça (29) e quarta-feira (30), a propagação de uma nova frente fria vai provocar chuva em todo Estado, com possibilidade de temporais isolados e altos volumes acumulados, principalmente na Metade Norte.

Os valores esperados de chuva deverão oscilar entre 20 e 50 mm na Zona Sul e na Campanha. No restante do Estado, os volumes previstos deverão variar entre 60 e 90 mm e poderão exceder 120 mm em localidades das Missões e do Planalto.

Fonte:
Emater/RS

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário