Soja: Mercado em Chicago ameniza baixas nesta 4ª, atento às altas do óleo e recuo do farelo

Publicado em 13/04/2022 13:41

Logotipo Notícias Agrícolas

A quarta-feira (13) continua sendo de queda para os preços da soja negociados na Bolsa de Chicago, porém, o mercado passou a operar com certa estabilidade no início da tarde de hoje. Por volta de 13h10 (horário de Brasília), os futuros da oleaginosa cediam 0,75 e 4,50 ponto nos principais contratos. Dessa forma, o maio trabalhava com US$ 16,65 e o agosto com US$ 16,19 por bushel. No mesmo momento, o setembro tinha uma pequena alta de 0,75 ponto, para US$ 15,46.

O mercado norte-americano permanece intensamente volátil e devolve, portanto, parte das boas altas que se deram na sessão anterior. E assim, vai se dividindo entre altas e baixas frente às notícias também voláteis, à continuidade da guerra entre Rússia e Ucrânia, que segue trazendo um grau de incerteza muito forte ao mercado. 

As baixas mais amenas são reflexo também, além da volatilidade, das altas do óleo de soja de quase 2% na tarde desta quarta, enquanto a manutenção do mercado em campo negativo na CBOT passa pelas perdas de mais de 1% entre os futuros do farelo. 

E no radar dos traders permanecem ainda o início da nova safra dos Estados Unidos - com algumas regiões sofrendo já com condições adversas de clima - bem como ao comportamento da demanda da China.

"O ritmo de crescimento de importações da China de soja, óleos e carnes continuam caindo, o que reforça o sentimento de menor demanda", explica a equipe da Agrinvest Commodities. 

As importações chinesas de soja em março foram de 6,35 milhões de toneladas 18% menos do que há um ano. 

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário