Soja: Mercado retoma negócios em Chicago operando em alta nesta 2ª de olho no clima e na guerra

Publicado em 23/05/2022 07:58

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado da soja opera em campo positivo na manhã desta segunda-feira (23) na Bolsa de Chicago. Perto de 7h50 (horário de Brasília), as cotações subiam entre 6,75 e 9,50 pontos nos principais vencimentos, levando o julho  a US$ 17,14 e o agosto a US$ 16,51 por bushel. 

Os traders dão início a mais uma semana de olho na continuidade da guerra, dos lockdowns em partes da China, no comportamento das demais commodities - com o trigo subindo mais de 2% o petróleo mais de 1% - e sobretudo no clima no Corn Belt e em mais países-chave na produção agrícola do hemisfério norte, como nações da Europa, Índia e China.

"No momento, os olhos dos players estão muito voltados para o clima mundial, que inclui China, Índia e  Europa, com tempo e condições climáticas irregulares apresentando chuvas abaixo do normal, que pode tirar um bom pedaço das safras, deixando o mercado de commodities ainda mais voláteis. O clima americano também merece muita atenção, pois continua apresentando chuvas irregulares no lado oeste do Corn Belt e chuvas regulares no lado leste. O plantio segue atrasado e a janela de milho está em sua etapa final", afirma o diretor geral do Grupo Labhoro, Ginaldo Sousa.

Assim, o mercado espera com ansiedade pelos novos números que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz no final da tarde de hoje, às 17h (Brasília), do avanço do plantio dos grãos na última semana.

Veja como fechou o mercado na sexta-feira:

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário