Complexo soja dá continuidade ao movimento de baixas em Chicago nesta 4ª com pressão forte do financeiro

Publicado em 22/06/2022 08:25

Logotipo Notícias Agrícolas

O movimento de baixa entre os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago continua nesta quarta-feira (22). As posições mais negociadas perdiam entre 12 e 20 pontos, por volta de 8h (horário de Brasília), com o julho valendo US$ 16,69 e o setembro, US$ 15,08 por bushel. 

O mercado de commodities agrícolas continua sentindo a agressiva pressão vinda do financeiro. A aversão ao risco é crescente, os fundos seguem desfazendo suas posições nestes ativos e buscando outros mais seguros frente a tantas incertezas. Assim, perdem não só as agrícolas, mas as commodities de uma forma geral. 

"Fundos continuam saindo de posições, optando por posição semelhantes a dinheiro vivo como duplicatas de empresas com até 30 dias (baixo risco de default). Tudo isso em dólar. A posição comprada em dólar continua crescendo. A liquidez está esfriando rápido. Fundos especializados em papeis de dívida de alto risco continuam reportando retiradas. A inflação não para", explica Eduardo Vanin, analista de mercado da Agrinvest Commodities. 

Na manhã desta quarta-feira, as baixas no petróleo passavam de 4%, enquanto farelo e óleo de soja perdiam mais de 1%. 

Os fundamentos estão no radar, porém, têm pouca força neste momento. O que mais pesa é o consumo comprometido na China em função dos novos lockdowns que colocam milhões de pessoas novamente em quarentena. 

Veja como fechou o mercado nesta terça-feira:

Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário