China estaria cancelando importações de soja do Brasil e Argentina

Publicado em 11/06/2010 10:05 e atualizado em 11/06/2010 16:48 866 exibições
De acordo com o diário argentino Ámbito Financiero, empresas da China, principal importador mundial de soja, estaria cancelando ou adiando embarques do grão que está disponível em quantidade excessiva no mercado do país asiático. As compras da oleaginosa, realizadas no fim do mês de maio, preencheram na totalidade a capacidade de armazenamento dos portos chineses.

Apesar disso, produtores afirmam que não são esperados novos cancelamentos, ainda que os estoques do ‘gigante asiático’ devam estar ‘a pleno’ até o mês de agosto deste ano.

O periódico destaca que processadoras chinesas cancelaram entre 5 e 8 carregamentos de soja – provenientes de Brasil e Argentina – programados para junho e julho, e adiaram entre 5 e 7 embarques, agendados para agosto, segundo o Centro Nacional de Informações de Grãos e Óleos (CNGOIC sigla em Inglês).

“Isso aconteceu há algumas semanas, e não esperávamos que a situação se agravasse. Há empresas que reduziram as compras de julho e agosto”, disse Eric Zhu, gerente geral da processadora de soja Hanfeng Huayu Co. Ltd. “A situação é de oferta excessiva da commodity, e deve melhorar apenas em agosto” – finalizou.

A China importou 4,37 milhões de toneladas de soja em maio, ante 4,19 milhões de toneladas em abril. O aumento foi de 4,3%, segundo dados oficiais divulgados pela Administração Geral de Alfândegas – órgão do governo chinês.

Tags:
Fonte:
Complexo Soja

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário