Soja: Produtor busca novos mercados ao grão certificado

Publicado em 17/03/2011 07:25 281 exibições
Conquistar um nicho de mercado mais exigente do que o da soja não-transgênica. Esse é o desafio dos produtores mato-grossenses para os próximos anos, com o lançamento do programa “Soja Plus”, que prevê a gestão econômica, social e ambiental do principal produto da pauta de exportações mato-grossense.

“O programa prevê a produção de soja certificada, com selo e padronização expedidos mediante rigorosos critérios técnicos, visando atender aos mercados mais exigentes do mundo”, explica o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja/MT), Glauber Silveira.

“Com a Soja Plus, queremos provar para o mundo que os produtores são responsáveis e estão produzindo dentro dos melhores padrões técnicos, evitando o plantio direto, recolhendo corretamente as embalagens e respeitando as APPs (Áreas de Preservação Permanente), só para dar alguns exemplos”, citou Silveira.

Segundo ele, o novo padrão de produção dará uma “garantia extra” ao produtor para a venda de seus grãos. “Vamos conquistar um nicho importante do mercado mundial da soja e, mesmo quando as cotações estiverem em queda, o produtor sempre obterá um preço remunerador e uma boa margem de rentabilidade por meio da certificação”.

Outra vantagem, ainda de acordo com Silveira, é que os produtores poderão conseguir financiamentos a juros mais baixos “justamente por estarem produzindo e ofertando ao mercado um produto diferenciado”.

Ele informou que Mato Grosso será o primeiro Estado onde o programa Soja Plus será posto em prática. Silveira informou que os produtores mato-grossenses “serão sensibilizados a aderir ao programa”.

Silveira participou na última terça-feira do Seminário Desafios e Oportunidades da Sojicultura Brasileira 2011, realizado em São Paulo. O evento foi organizado por meio de uma parceria entre a Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiov), Aprosoja, Associação Nacional dos Transportadores de Cereais (Anac) e Instituto para o Agronegócio Responsável (Ares).

Durante o evento foram formatadas as estratégias para iniciar os trabalhos do programa Soja Plus. Lançado em abril do ano passado, o programa busca promover e fomentar dentro das propriedades rurais melhorias na gestão econômica e socioambiental.

“Este modelo tem tudo para se tornar uma referência para o Brasil e para o mundo. Nosso produtor amadureceu muito nos últimos anos, assim como toda a sociedade e vamos mostrar ao mundo, por meio deste programa, que podemos produzir com responsabilidade social e ambiental, sem deixar de lado a viabilidade econômica”, frisa.

O ruralista disse ainda que o Soja Plus não é “mais um” programa de certificação das propriedades. “Estamos montando um programa de melhorias contínuas, que agrega desde a qualidade de vida no ambiente de trabalho, melhoria das práticas de produção, viabilidade econômica e financeira da propriedade, até a responsabilidade social e ambiental. Nada será feito de forma impositiva ao produtor. Queremos uma grande adesão, por isso estamos trabalhando com bom senso e equilíbrio”.

Tags:
Fonte:
Diário de Cuiabá

0 comentário