Açúcar recua nas bolsas de NY e Londres com câmbio após altas seguidas

Publicado em 12/04/2021 15:19 90 exibições
Do lado da demanda, ainda há algumas incertezas, apesar de retomada econômica considerável em alguns países

LOGO nalogo

​As cotações futuras do açúcar encerraram a sessão desta segunda-feira (12) com desvalorização moderada a expressiva nas bolsas de Nova York e Londres. O dia foi marcado por acompanhamento do câmbio, apesar das expectativas de retomada da demanda.

O principal vencimento do açúcar na Bolsa de Nova York encerrou o dia com desvalorização de 0,71%, cotado a US$ 15,35 c/lb, com máxima de 15,63 c/lb e mínima de 15,32 c/lb. O tipo branco em Londres registrou queda de 1,06%, negociado a US$ 428,30 a tonelada.

Depois de duas altas seguidas, o mercado do adoçante nos terminais externos perdeu forças neste início de semana acompanhando as oscilações do câmbio. Apesar disso, operadores no mercado de commodities apostam em sinais de retomada da demanda.

"A fraqueza do real brasileiro está reduzindo os preços do açúcar hoje, junto com um ressurgimento da Covid em todo o mundo, o que pode forçar os países a estender bloqueios e apertar as restrições que são negativas para o crescimento econômico e a demanda por açúcar", pontou a Barchart.

Açúcar / Exportação - Foto: Copersucar/Divulgação
 No Brasil, preços do adoçante saltaram na última semana - Foto: Copersucar

Por volta das 15h, o dólar subia 0,31% sobre o real, cotado a R$ 5,6962.

Paralelamente, há sinais de recuperação da demanda em alguns países. "As conversas dão conta de uma retomada econômica extraordinária por parte da China, Índia e Estados Unidos que devem impulsionar o resto do globo e trazer uma aceleração no consumo de commodities", pontuou a Archer em relatório.

Os fundos e especuladores reduziram suas apostas no açúcar na última semana, caindo para 183.005 contratos, sobre 190.169 na semana anterior, segundo a Commodity Futures Trading Comission (CFTC).

Veja mais:
» Fundos e especuladores reduzem posições compradas no açúcar, segundo CFTC

Mercado interno

A última semana terminou com preços altos para o açúcar no mercado físico. O Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, saltou 0,08%, a R$ 106,55 a saca de 50 kg.

Já no Norte e Nordeste do Brasil, o açúcar subiu 1,70%, a R$ 114,01 a saca, segundo dados da Datagro.

O açúcar VHP, em Santos (SP), tinha na última sessão o preço FOB cotado a US$ 16,83 c/lb, com valorização de 1,76% sobre o dia anterior.

ETANOL

Já o Indicador do etanol hidratado CEPEA/ESALQ - São Paulo teve valorização expressiva de 2,50% na última semana, a R$ 2,3740 o litro, enquanto que o anidro saltou 4,42%, a R$ 2,6367 o litro.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário