Açúcar cai mais de 2% nesta 2ª feira e reverte ganhos recentes

Publicado em 19/04/2021 18:06 e atualizado em 19/04/2021 18:49 72 exibições
Depois de quatro sessões seguidas em alta, mercado seguiu preocupações com a demanda e movimentos técnicos

LOGO nalogo

​Os futuros do açúcar recuaram forte nas bolsas de Nova York e Londres, revertendo os ganhos dos últimos dias nesta segunda-feira (19). A sessão foi marcada por movimento de realização de lucros ante os ganhos recentes e preocupações com a demanda.

O principal vencimento do açúcar na Bolsa de Nova York fechou o dia com desvalorização de 2,17%, cotado a US$ 16,21 c/lb, com máxima de 16,60 c/lb e mínima de 16,18 c/lb. O tipo branco em Londres registrou perdas de 2,01%, negociado a US$ 454,00 a tonelada.

Depois de quatro sessões seguidas em alta, o mercado do açúcar caiu forte nesta segunda, mas ainda se sustentou acima do patamar de US$ 16 c/lb. Além disso, os operadores seguem acompanhando as preocupações com a demanda por conta da Covid-19.

"Os preços do açúcar recuaram hoje devido à preocupação de que um salto recorde nas infecções semanais globais por Covid e preocupação de que isso possa levar os governos a apertar as restrições e impactar o crescimento econômico e a demanda por commodities, incluindo açúcar", disse a Barchart.


Mercado do açúcar ainda se sustentou acima do patamar de US$ 16 c/lb, apesar da queda

O mercado também olha os números com foco na demanda por combustível no Brasil, já que os novos isolamentos incentivam as usinas de açúcar do Brasil a desviar a moagem para a produção de açúcar em vez da produção de etanol, aumentando o fornecimento.

Paralelamente, nas últimas semanas, o mercado via sinais de melhora na demanda. Após escassez de contêineres, a Índia registrou volume recorde de embarques no último mês de março, com 1,2 milhão de toneladas, segundo dados levantados pela trading inglesa Czarnikow.

No Brasil, o line-up de açúcar, programação de embarques pelos portos, registrava 1,36 milhão de toneladas na semana até o dia 14 de abril, sobre 881,10 mil t na semana anterior, com 35 navios programados.

Mercado interno

O açúcar terminou a última semana com valorização expressiva no mercado interno. O Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, subiu 1,10%, a R$ 108,23 a saca de 50 kg na posição até sexta-feira.

Já no Norte e Nordeste do Brasil, o açúcar ficou estável, a R$ 114,01 a saca, segundo dados da Datagro. O açúcar VHP, em Santos (SP), tinha na última sessão o preço FOB cotado a US$ 18,15 c/lb, com valorização de 1,99% sobre o dia anterior.

ETANOL

Já o Indicador do etanol hidratado CEPEA/ESALQ - São Paulo teve valorização expressiva de 8,90% na última semana, a R$ 2,5852 o litro, enquanto que o anidro saltou 9,71%, a R$ 2,8926 o litro.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário