Açúcar fecha sessão com leves ganhos em NY e Londres nesta 5ª feira

Publicado em 06/05/2021 15:12 69 exibições
Após se aproximar dos US$ 18 c/lb no terminal norte-americano, adoçante perdeu forças no final dos trabalhos

LOGO nalogo

​O mercado do açúcar fechou com leves ganhos nas bolsas de Nova York e Londres nesta quinta-feira (06). A sessão seguiu marcada por preocupações diante da oferta em meio impacto climático no Centro-Sul, mas correções limitaram os ganhos.

O principal vencimento do açúcar na Bolsa de Nova York teve valorização de 0,11%, cotado US$ 17,55 c/lb, com máxima de 17,89 c/lb e mínima de 17,34 c/lb. O tipo branco em Londres registrou alta de 0,46%, negociado a US$ 462,90 a tonelada.

"Os preços do açúcar estão obtendo suporte com as condições de seca no Brasil, o que reduzirá a produção de açúcar", disse em nota a Barchart.

Algumas áreas de produtora de cana no Brasil enfrentam a pior seca em 40 anos, segundo análises recentes da Somar Meteorologia. Além disso, a previsão do tempo para as áreas de lavouras do Centro-Sul do Brasil não mostram muita mudança.

A Maxar reportou no dia que o Centro-Sul do Brasil, a maior região produtora de açúcar do país, deve ver um clima seco até 9 de maio, com chuvas limitadas nos próximos dez dias.

Cana-de-açúcar - Foto: Embrapa/Divulgação
Meteorologia não aponta condição favorável ao desenvolvimento da safra de cana do Brasil - Foto: Embrapa

Do lado da demanda, também há atenção do mercado para um comerciante chinês pouco conhecido que comprou açúcar na Bolsa de Nova York em um movimento surpresa, segundo informações da agência Bloomberg.

Apesar das preocupações com a safra do Brasil e seu impacto na oferta global da commodity na nova temporada, os ganhos foram reduzidos ao longo desta tarde em movimentos técnicos depois que o principal vencimento do mercado se aproximou dos US$ 18 c/lb.

O mercado também acompanha o financeiro, com queda dos preços do petróleo acompanhando as preocupações com aumento das infecções por Covid-19 na Índia e em outros países. Como suporte, o dólar se desvaloriza sobre o real durante o dia.

"O real mais forte desestimula as vendas para exportação dos produtores de açúcar do Brasil", complementou o Barchart.

Mercado interno

Os preços do açúcar voltaram a disparar no mercado físico nesta reta final da semana. O Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, subiu 0,89%, cotado a R$ 114,49 a saca de 50 kg.

Já no Norte e Nordeste do Brasil, o açúcar registrou estabilidade, negociado a R$ 117,28 a saca, segundo dados da Datagro. O açúcar VHP, em Santos (SP), tinha na última sessão o preço FOB cotado a US$ 18,99 c/lb, alta de 2,30% sobre o dia anterior.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário