Petróleo dispara mais de 3% nesta 6ª e dá suporte para altas expressivas do açúcar

Publicado em 03/12/2021 12:24 102 exibições
Exportações da Índia, apesar de expectativas positivas, devem recuar com atuais níveis de preço

Logotipo Notícias Agrícolas

As cotações futuras do açúcar operavam com alta expressiva nas bolsas de Nova York e Londres nesta sexta-feira (03). O mercado sente suporte do petróleo, em recuperação ante as baixas recentes, mas segue a atenção para as origens.

Por volta das 12h17 (horário de Brasília), o açúcar bruto tinha alta de 1,34%, negociado a US$ 18,86 c/lb na Bolsa de Nova York. Enquanto que em Londres, o tipo branco registrava avanço de 0,76%, a US$ 488,40 a tonelada.

Após de quedas recentes acompanhando os temores com a nova variante da Covid-19, a ômicron, o mercado do petróleo despencou nas bolsas internacionais. Nesta sexta, porém, os preços subiam cerca de 3% e davam suporte ao açúcar.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo, Rússia e aliados (Opep+) disse que não há sinal de que a ômicron atingirá expressivamente a demanda global, apesar de estar atenta para possíveis impactos no cenário de oferta e demanda.

As oscilações do óleo impactam na decisão das usinas brasileiras sobre a produção de etanol ou açúcar.

Além disso, o mercado estava de olho na Índia, segundo maior produtor de açúcar do mundo. Segundo dados oficiais, o país produziu 4,72 milhões de toneladas de açúcar entre outubro e novembro, quase 10% a mais do que há um ano.

Porém, "revendedores disseram que parecia haver suporte sólido em torno de 18,50 centavos (no mercado), um nível que provavelmente deterá as exportações da Índia".

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário