Açúcar sobe mais de 2% nesta tarde de 3ª na Bolsa de NY com petróleo

Publicado em 18/01/2022 12:27 118 exibições
Mercado no terminal norte-americano volta a se aproximar dos US$ 19 c/lb, mas origens limitam

Logotipo Notícias Agrícolas

Os contratos futuros do açúcar subiam mais de 2% na Bolsa de Nova York nesta tarde de terça-feira (18), além de subirem moderadamente em Londres. O mercado tem suporte do petróleo no internacional, apesar de limitação com as origens.

Por volta das 12h23 (horário de Brasília), o açúcar do tipo bruto saltava 2,18% na Bolsa de Nova York, cotado a US$ 18,71 c/lb. Já no terminal de Londres, o tipo branco subia 0,47%, negociado a US$ 510,70 a tonelada.

O mercado do açúcar tem desde a manhã suporte da disparada do petróleo no cenário internacional com uma possível interrupção no fornecimento após ataques no Golfo do Oriente Médio, segundo a agência Reuters.

"O consenso é que a situação não melhorará em um futuro previsível e o crescimento da demanda por petróleo, juntamente com as restrições de oferta, está inevitavelmente levando a um equilíbrio de petróleo mais apertado", diz o analista da PVM, Tamas Varga.

O petróleo mais alto no cenário internacional tende a dar suporte para os preços da gasolina e, consequentemente, margem para as usinas elevarem os preços do etanol no Brasil, já que é o substitutivo direto.

"O petróleo tende a se manter elevado. As usinas vão ter um motivo a mais para concentrar o mix no etanol", afirma Maurício Muruci, analista da Safras & Mercado.

Nos fundamentos, depois que os preços do açúcar caíram para US$ 18 c/lb, o mercado tem visto a saída da Índia das negociações externas de açúcar. Apesar disso, há limitação com as expectativas positivas da safra do Brasil e da Ásia.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário