Açúcar recua em NY e Londres com pressão da safra do BR e financeiro nesta 5ª feira

Publicado em 27/01/2022 17:16 84 exibições
Expectativas positivas com produção na Índia também contribuíram para cenário negativo

Logotipo Notícias Agrícolas

As cotações futuras do açúcar tiveram perdas leves nas bolsas de Nova York e Londres nesta tarde de quinta-feira (27). O mercado vê melhora no cenário de oferta global da nova temporada com safra mais positiva nas origens, além do financeiro.

O principal vencimento do açúcar bruto na Bolsa de Nova York caiu 0,43%, cotado a US$ 18,41 c/lb, com máxima de 18,53 c/lb e mínima de 18,31 c/lb. Em Londres, o primeiro vencimento recuou 0,02%, negociado a US$ 499,70 a tonelada.

O clima favorável para o desenvolvimento da safra 2022/23 no Centro-Sul do Brasil tem animado os operadores no açúcar, que avaliam que o próximo ciclo será de melhora na oferta global. Além disso, na Ásia, a safra da Índia e Tailândia vai bem.

"Há relatos de melhores condições de cultivo para as lavouras do Centro-Sul do Brasil. As chuvas continuarão por boa parte da região nesta semana e as lavouras devem se beneficiar do retorno da umidade à região", disse o analista da Price Futures Group, Jack Scoville.

Nesta quinta-feira, por exemplo, a All India Sugar Trade Association (AISTA) disse em comunicado que espera que a safra 2021/22 do país suba 3% ante o ciclo anterior, para 31,9 milhões de toneladas. A Índia é o segundo maior produtor.

Leia mais:

+ Produção de açúcar da Índia em 2021/22 pode aumentar 3% para 31,9 mi t, diz órgão comercial

"É particularmente difícil prever a direção do mercado no momento", disseram corretores da ADM Investor Services em nota, segundo a Bloomberg. "O açúcar parece continuar a se consolidar com suporte abaixo de 18,50 e  acima de 19,30, mas com viés de baixa".

Apesar de oscilações durante o dia, o petróleo acabou fechando a sessão com perdas nas bolsas externas. Apesar disso, o dólar comercial perdia forças sobre o real, o que tende a desencorajar as exportações das commodities.

MERCADO INTERNO

O mercado do açúcar voltou a subir, após baixa pontual na véspera. No último dia de negociação, o Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, saltou 1,22%, negociado a R$ 150,15 a saca de 50 kg.

Já nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, o açúcar ficou cotado a R$ 153,65 a saca - estável, segundo dados levantados pela consultoria Datagro. O açúcar VHP, em Santos (SP), tinha no último dia de apuração o preço FOB a US$ 19,19 c/lb e queda de 1,55%.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário