USDA mantém estoques finais e exportações de soja inalterados nos EUA, mas aumenta safra do BR

Publicado em 10/03/2020 13:13 e atualizado em 10/03/2020 17:32
4336 exibições

LOGO nalogo

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) trouxe seu novo boletim mensal de oferta e demanda sem mexer nos números da safra 2019/20 dos EUA. 

Os estoques finais norte-americanos foram mantidos em 11,57 milhões de toneladas, enquanto o mercado esperava por um aumento para 11,97 milhões, média das expectativas. Da mesma forma, o USDA manteve ainda as exportações dos EUA em 49,67 milhões de toneladas.  

SOJA MUNDO

A produção mundial, por outro lado, foi revisada para cima e foi estimada em 341,76 milhões de toneladas, com os estoques finais globais subindo de 98,86 para 102,44 milhões de toneladas. 

O USDA aumentou ainda sua estimativa para a safra do Brasil para 126 milhões de toneladas, contra 125 milhões de fevereiro. Ainda assim, manteve as exportações do país em 77 milhões de toneladas .

A safra da Argentina também subiu - de 53 para 54 milhões de toneladas - e também os estoques finais, para 27,89 milhões de toneladas. As vendas externas seguem projetadas para 8,2 milhões. 

Sobre a China, o USDA segue projetando as importações em 88 milhões de toneladas. 

Soja USDA Março

MILHO EUA

O USDA também não alterou os números do milho no cenário norte-americano. Os estoques finais foram mantidos em 48,06 milhões de toneladas - e as expectativas eram de redução para 47,88 milhões - e as exportações, em 43,82 milhões de toneladas. 

MILHO MUNDO

O boletim trouxe ainda um leve aumento da safra mundial de milho de 1.111,59 para 1.112,01 bilhão de toneladas e dos estoques finais de 296,84 para 297,34 milhões de toneladas. 

No entanto, as safras do Brasil e da Argentina foram mantidas em 101 e 50 milhões de toneladas, respectivamente. 

Milho USDA Março

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário