USDA aumenta estoques finais e reduz exportações de soja e milho dos EUA

Publicado em 12/05/2020 13:48 e atualizado em 12/05/2020 14:20 5219 exibições

LOGO nalogo

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) trouxe seu novo boletim mensal de oferta e demanda e confirmou o aumento dos estoques finais de soja da safra 2019/20, como era esperado pelo mercado. 

O número veio em 15,79 milhões de toneladas, contra 13,06 milhões do boletim de abril. As expectativas do mercado variavam entre 12,25 e 15,81 milhões de toneladas. 

Além de aumentar os estoques, o USDA ainda revisou para baixo, mais uma vez e pelo segundo mês consecutivo, suas exportações de soja passando de 48,31 para 45,59 milhões de toneladas. 

MILHO EUA 2019/20

O USDA aumentou ainda os seus estoques finais de milho também mais uma vez, de 53,14 para 53,29 milhões de toneladas. O mercado esperava algo entre 53,14 e 60,76 milhões de toneladas. 

As exportações também foram revisadas para 45,09 milhões de toneladas. O uso do cereal para a produção de etanol, como também vinha sendo esperado pelo mercado, foi consideravelmente reduzida de 128,28para 125,74 milhões de toneladas. 

A pandemia do coronavírus reduziu drasticamente o consumo global de combustíveis e o etanol não passou ileso pelo momento. 

MILHO MUNDO 2019/20

A colheita mundial de milho foi estimada em 1.114,75 bilhão de toneladas e os estoques finais mundiais em 314,73 milhões. Há um mês, as estimativas vieram em 1.113,02 e 303,17 milhões de toneladas, respectivamenye. 

A produção de milho do Brasil foi estimada em 101 milhões de toneladas na safra 2019/20, os estoques finais em 4,39 milhões e as exportações em 36 milhões de toneladas. Para a Argentina, os números da colheita vieram em 50 milhões, dos estoques em 4,37 e as exportações em 34 milhões de toneladas. 

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário