USDA mantém inalterada estimativa para safra de soja do BR, mas reduz para China em quase 3 mi de t

Publicado em 09/12/2021 14:09 e atualizado em 09/12/2021 15:36
mantém inalterados estoques finais de soja e milho dos EUA

Logotipo Notícias Agrícolas

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) trouxe seu novo boletim mensal de oferta e demanda nesta quinta-feira (9) sem mexer em nada nos números da soja e do milho no cenário norte-americano da safra 2021/22. Os estoques finais de ambos vieram inalterados em relação ao boletim de novembro e a reação do mercado na Bolsa de Chicago também é tímida diante da falta de novidades. 

SOJA

Os estoques finais de soja dos EUA 2021/22 ficaram em 9,25 milhões de toneladas e, apesar da manutenção, vieram abaixo da expectativa do mercado que era de um leve aumento para 9,58 milhões. As exportações também foram mantidas e estimadas em 55,79 milhões de toneladas. 

A produção global de soja foi revisada para baixo e projetada agora pelo USDA em 381,78 milhões de toneladas, contra 384,01 milhões do boletim anterior. Assim, os estoques caíram de 103,78 para 102 milhões de toneladas. 

O destaque se deu para a safra de soja da China que passou a ser estimada de 19 para 16,4 milhões de toneladas, os estoques passaram - para a safra 2021/22 - de 35,69 para 34,08 milhões de toneladas, mas as importações mantidas em 100 milhões de toneladas. A produção do Brasil seguiu nos 144 milhões de toneladas e a da Argentina em 49,5 milhões de toneladas. 

USDA Dezembro - Soja

MILHO

No milho, os estoques finais foram mantidos em 37,92 milhões de toneladas - mesmo número do mês passado - e também ligeiramente menor do que a média das expectativas do mercado de 37,77 milhões de toneladas. As demais projeções também ficaram inalteradas, com as exportações ainda em 63,5 milhões de toneladas e a utilização do cereal para a produção de etanol em 133,36 milhões de toneladas. 

Por outro lado, o USDA revisou a safra mundial de milho e estimou 1.208,73 bilhão de toneladas, contra 1.204,62 do boletim de novembro. Assim, os estoques finais subiram de 304,42 para 305,54 milhões de toneladas. 

A produção brasileira ainda é esperada em 118 milhões de toneladas e a Argentina em 54,5 milhões. 

USDA Dezembro - Milho

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário