USDA aumenta estimativas para a safra 11/12 de soja e reduz a de milho

Publicado em 12/09/2011 10:07 e atualizado em 12/09/2011 16:15 3027 exibições
O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou nesta segunda-feira (12) seu relatório mensal de oferta e demanda de setembro. O órgão foi na contramão das expectativas do mercado e aumentou suas estimativas para a safra de soja norte-americana.  Já a estimativa para a safra de milho foi reduzida para o período.

Para a oleaginosa, a estimativa de produção teve um aumento de 83,17 de milhões para 83,96 milhões de toneladas. O número ficou acima  das expectativas do mercado, que eram de 82,33 milhões de toneladas.

O incremento se deu com a elevação de 0,95% na produtividade média das lavouras norte-americanas da oleaginosa, que passou de 46,4 sacas para 46,85 sacas por hectare.

O reflexo negativo do relatório na Bolsa de Chicago foi imediato, com os principais contratos futuros encerrando com média de 30 pontos de queda no pregão regular desta segunda-feira.

Já a safra de milho foi estimada para baixo. De acordo com o Departamento, a produção deve ficar em 317,44 milhões de toneladas, 3,23% a menos que o estimado em agosto, 328,03 milhões de toneladas. O volume ficou abaixo da expectativa do mercado de 317,64 milhões de toneladas.

A diminuição decorre do corte de 3,20% na produtividade média, que passou de 160,04 sacas para 154,91 sacas por hectare. o mercado previa uma redução para 155,64 sacas por hectare.

No caso do trigo dos Estados Unidos, a produção permaneceu em 56,51 milhões de toneladas, o consumo reajustado para 34,33 milhões de toneladas, as exportações caíram de 29,94 para 27,90 milhões de toneladas e estoques finais aumentados para 20,71 milhões de toneladas.

A produção mundial de trigo está prevista em 678,12 milhões de toneladas, uma elevação de 6 milhões de toneladas relativamente ao relatório de agosto (672,09 milhões de toneladas). Já o consumo passou de 674,96 para 676,86 milhões de toneladas e exportações de 131,89 milhões de toneladas. O estoque mundial final foi elevado de 188,87 para 194,59 milhões de toneladas.

Estoques Finais- Para a soja, as reservas da safra 2011/12 foram estimadas para cima, passando de 4,22 milhões para 4,49 milhões de toneladas, acima da expectativa média do mercado que esperava um corte para 4,14 milhões de toneladas. Para a safra 2010/11, o Departamento cortou os estoques finais de 6,26 milhões para 6,12 milhões de toneladas.

Os estoques para o milho na temporada 2011/12 foram estimados em 17,07 milhões de toneladas. Os agentes de mercado apostavam em um ajuste de 18,14 milhões para 16,16 milhões de toneladas. Já os estoques finais de 2010/11 caíram de 23,45 milhões para 23,37 milhões de toneladas.

Mundo - No cenário mundial, o USDA manteve sua previsão para a safra argentina de soja em 49 milhões de toneladas e a brasileira em 75,5 milhões de toneladas.

Sobre as importações de soja da China da safra 11/12, o volume permaneceu em 56,5 milhões de toneladas. As compras do grão para a temporada 2010/11 continuaram em 52 milhões de toneladas.


*Confiraaqui o resumo do relatório do USDA feito pela Cerealpar.

Tags:
Por:
Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário