Após quarta semana consecutiva de alta nos preços da carne no atacado, começam a ocorrer pequenos ajustes nas cotações da arroba

Publicado em 16/09/2016 12:23 e atualizado em 16/09/2016 14:27
926 exibições
Após quarta semana consecutiva de alta nos preços da carne no atacado, começam a ocorrer pequenos ajustes nas cotações da arroba

As carnes no atacado estão, pela quarta semana consecutiva, exibindo melhoras nos preços. E o reflexo sob as cotações do boi gordo, porém, só começam aparecer timidamente em algumas praças.

O boi casado de animais castrados está cotado em R$10,24/kg, sendo o maior valor nominal da série histórica medida pela Scot Consultoria [que teve início em 1996].

Com as altas no atacado, os frigoríficos vão aos poucos recuperando as margens de comercialização, mas ainda com restrições em aumentar os preços do boi gordo. De acordo com Gustavo Aguiar, consultor da Scot, "a tendência do mercado é de alta, porém vem ocorrendo de forma gradativa."

Em São Paulo a arroba está cotada em R$150,00 à vista, mas existem ofertas de compras acima da referência. Já em Goiás e Mato Grosso do Sul as altas acontecem com mais frequência.

Para Aguiar, "o principal fator que explica a recuperação nos preços da carne vem através de uma restrição de oferta". Até então, a demanda fraca não motivava as indústrias a abater, ficando com estoques enxutos.

Assim, em setembro [com o consumo de início de mês] o mercado apresentou um grande diferencial entre oferta e demanda que possibilitou a recuperação no atacado.

Segundo o analista a "a tendência, se o cenário for mantido, é que a arroba do boi também suba". Já que as projeções de oferta de confinamento para os próximos meses são baixas, e a aproximação com o final do ano tradicionalmente eleva o consumo da carne bovina.

Por: Aleksander Horta e Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário