Entressafra do boi deve se estender pelo primeiro trimestre de 2020 e preços da arroba seguirão firmes, prevê pecuarista

Publicado em 31/10/2019 13:55 e atualizado em 31/10/2019 14:37
1554 exibições
Atraso nas chuvas, sem pasto e sem boi magro para confinamento criam ambiente desfavorável para oferta de animais no início do próximo ano
Juca Alves - Pecuarista

Podcast

Entrevista com Juca Alves - Pecuarista sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

Na região de Barretos/SP, a arroba do boi gordo vem registrando altas significativas diante de uma oferta restrita de animais e a demanda externa aquecida. A tendência é que o cenário de alta se mantenha no mercado com o aumento do consumo interno e com as compras externas cada vez mais recorrentes.

Segundo o pecuarista da localidade, Juca Alves, a arroba está registrando valorizações a cada dia e isso está dificultando a comercialização dos animais. “Se você vende o boi hoje acaba ficando arrependido, pois no dia seguinte é outro preço. As chuvas ainda não chegaram em bons volumes e a qualidade das pastagens estão desreguladas”, afirma.  

Até o momento, as referências de mercado interno para o boi gordo estão próximas de R$ 170,00/@, à vista para descontar o funrural. No caso do animal com destino a China, os valores estão em torno de R$ 175,00/@, à vista para descontar o funrural. “Em outros estados os preços estão ao redor dos patamares do mercado paulista, como Tocantins e Góias”, comenta.

O pecuarista salienta que os preços para o boi gordo podem chegar a R$ 200,00/@ em fevereiro de 2020. “Vai ser uma entressafra no período de safra e podemos ter uma escassez mais acentuada de animais prontos para o abate. Acreditamos que as pastagens não vão ter qualidade suficiente e vamos ter que suplementar os animais”, relata.

Com relação ao boi magro, o volume disponível já entrou no confinamento no início do ano, e possivelmente, terá a falta desses animais no próximo ano. “Estamos sem referência para o boi magro, pois quem tem não quer vender e que pode comercializar quer valores até R$ 200,00/@”, destaca.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário