Frigoríficos na região de Presidente Prudente-SP testam arroba de R$ 185 , mas não conseguem concretizar negócios

Publicado em 22/01/2020 14:00 e atualizado em 22/01/2020 14:48
2635 exibições
Negócios são efetivados a partir dos R$ 190 por arroba, mas escalas nos frigoríficos seguem curtas, de no máximo uma semana
Carlos Roberto Biancardi - Presidente do Sindicato Rural de Presidente Prudente/SP

Podcast

Entrevista com Carlos Roberto Biancardi - Presidente do Sindicato Rural de Presidente Prudente/SP sobre o Mercado do Boi Gordo

Download

LOGO nalogo

No município de Presidente Prudente/SP, negócios para o mercado do boi gordo estão ocorrendo com valores de R$ 190,00/@, mas indústrias já pensam em testar valores de R$ 185,00/@. Por outro lado, os frigoríficos alegam que não estão conseguindo escoar a carne bovina para o atacado.

De acordo com o Presidente do Sindicato Rural da localidade, Carlos Roberto Biancardi, as programações de abate estão próximas de uma semana e a cotação a arroba está estável. “O mercado está calmo se comparado com aquela euforia que observamos no final do ano e a referência para o boi gordo está precificado a R$ 190,00/@, à vista”, comentou.

A região conta com oferta de gados terminados de confinamentos e os animais de pastos já começam a ficar em condições de abate. “A tendência é esse volume de animais aumentarem já que as pastagens estão se recuperando e vamos entrar no período de safra”, relata.

Com relação às exportações, a liderança destaca que a demanda chinesa recuou e os chineses estão colocando obstáculos para os produtos que já foram embarcados. “Tudo isso cria um ambiente para os frigoríficos para adquirir carne mais barata, mas os valores atuais continuam remunerando os produtores rurais”, diz Biancardi.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário